Câmara define membros da CPI e adiam escolha do presidente e relator

Na sessão ordinária desta quinta-feira (7) foi definida a composição da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar a situação financeira do município de Campo Grande, bem como a aplicação dos recursos públicos, que será composta pelos vereadores Vanderlei Cabeludo (PMDB), Airton Saraiva (DEM), Eduardo Romero (PTdoB), Thais Helena (PT) e Paulo Pedra (PDT).

Pedra, Thais, Romero, Saraiva e Cabeludo, os cinco que compõe a CPI das Contas Públicas
Pedra, Thais, Romero, Saraiva e Cabeludo, os cinco que compõe a CPI das Contas Públicas

Ainda não foi definida a presidência e a relatoria da CPI, que serão anunciados nos próximos dias.

Os cinco membros da Comissão se reunirão esta semana para definir os próximos passos a serem seguidos, como audiências, oitivas, pedidos de documentos, entre outras providências necessárias.

Entenda o caso

A CPI foi criada na sessão ordinária da última terça-feira (5 de maio), com 10 assinaturas, dos vereadores Paulo Pedra, Thais Helena, Cazuza, Luiza Ribeiro, Chiquinho Telles, Alex do PT, José Chadid, Ayrton Araújo do PT, Eduardo Romero e Chocolate.

A Comissão tem como objetivo investigar se o aumento de 40,34% na folha de pessoal da Prefeitura Municipal ocorreu por aumentos salariais praticados pelas gestões anteriores ou devido à nomeação maciça de comissionados por parte do atual prefeito Gilmar Olarte.

Assim como investigar quanto da receita de folha de pessoal é destinada aos comissionados nomeados durante a gestão do prefeito Gilmar Olarte, bem como se estão efetivamente trabalhando e se os recursos destinados ao pagamento destes estão atingindo sua finalidade.

Além de apurar se houve realmente redução na arrecadação do município principalmente com relação ao ICMS, IPTU, ISS, sendo este um dos motivos primordiais apresentados pela prefeitura Municipal de Campo Grande como responsáveis pelo desequilíbrio financeiro. O requerimento pedindo a abertura de CPI é de autoria do vereador Paulo Pedra.

Comentários

comentários