Câmara aprova lei que aumenta decibéis para shows no entorno da cidade

Vereador Vanderlei Cabeludo(PMDB), autor do projeto de lei. (Foto: Paulo Francis)
Vereador Vanderlei Cabeludo(PMDB), autor do projeto de lei. (Foto: Paulo Francis)

Um projeto de lei de autoria do vereador Vanderlei Cabeludo(PMDB), que modifica a lei do silencio, aumentando o limite da intensidade do som em shows de Campo Grande foi aprovado por unanimidade entre os vereadores da Capital.
A lei amplia o limite médio de 55 para 95 decibéis durante o dia, além de 90 decibéis no período da noite, porem estipula tempo máximo de oito horas de duração para cada show.

Para que não impacte na tranquilidade de locais residênciais, somente no entorno do anel viário da Capital, área chamada de C5, poderão receber as mudanças.

Vanderlei Cabeludo ressalta que a Campo Grande sofria bastante com a questão da sonoralização e locais especificos para fazer eventos, causando principalmente prejuizo economico para a Capital para o Estado. “A ideia veio juntamente com alguns colega, o Mario César é um deles, onde aumenta os decibeis em alguns pontos da cidade, no caso locais menos onde tem menos população, próximos aos mini anéis e os entornos da cidade”, conta. 

O projeto foi sansionado nesta semana e ja está em vigor para a area especificada. ” Este é um seguimento que eu chamo de a fabrica sem chaminé, pois ela não polui mas mobiliza vários segmentos, trazendo benefícios a todos. Aqui nós temos publico para estes eventos, e eu acredito na nossa cidade”, finaliza.

Paulo Francis

Comentários

comentários