Caixa pede bloqueio das contas da Arena Corinthians por dívida

Lancepress/JP

Empresa que gere a Arena pode ter as contas bloqueadas por dívida com a Caixa (Foto: Bruno Teixeira)

A Caixa Econômica Federal pediu o bloqueio online das contas da empresa Arena Itaquera S/A, em razão da dívida do financiamento da construção do estádio do Corinthians. A petição foi realizada no dia 23 de setembro, logo depois de o clube não especificar judicialmente como fará o pagamento da dívida processual referente à construção do estádio. A informação foi inicialmente publicada pelo jornal “O Estado do São Paulo”.

Se o juiz Victorio Giuzio Neto, da 24ª Cível Federal de São Paulo, aprovar o pedido, as contas da Arena Itaquera S/A, empresa sócia do Corinthians e responsável pelo estádio, ficarão bloqueadas até atingir o limite da dívida total, de R$ 536 milhões. A decisão deverá sair nos próximos dias.

O departamento jurídico do Timão já tem conhecimento sobre o caso e tentará um efeito suspensivo do processo, enquanto renegocia as parcelas devedoras na Caixa. A diretoria jurídica do clube e do banco já começaram a conversar sobre a pendência.

A pendência inicial envolve as parcelas atrasadas de junho e julho, período que a Arena Corinthians recebeu a Copa América e ficou sem arrecadar, já que a bilheteria da competição foi para a Conmebol. Porém, o banco alega que o clube só pagou as parcelas de janeiro e de fevereiro deste ano e iniciou a dívida a partir de março. O clube, porém, diz que há essa divergência porque vinha cumprindo um acerto verbal.

De acordo com o Corinthians, o combinado, que teria validade até 2028, dizia que o clube pagaria parcelas mensais de R$ 6 milhões, de março a outubro de cada temporada, e R$ 2,5 milhões entre novembro e fevereiro, período em que há um menor número de jogos.

As partes também divergem sobre o valor total da dívida. O clube afirma que deve R$ 470 milhões, enquanto o banco diz que ainda precisa receber R$ 536 milhões. Vale lembrar que, no mês passado, a Justiça acatou o pedido da Caixa para incluir o nome da Arena Itaquera S/A, que administra o estádio do Corinthians, no cadastro de inadimplentes da Serasa.

Na última segunda-feira (30), Andrés se reuniu com conselheiros do clube no Parque São Jorge para explicar a dívida e prometer um novo acordo.

Comentários