Cadela importada fareja carga de cocaína avaliada em R$ 4 milhões

Uma cadela farejadora chamada “Siba” que veio dos Estados Unidos foi peça chave usada pela Polícia Federal em Dourados para encontrar 180 kg de pasta base de cocaína, que estavam escondidos num compartimento no motor de um caminhão frigorífico. O flagrante foi no início da tarde desta quinta-feira (08).

08quatromi

Os policiais abordaram o caminhão baú frigorífico Volvo de cor vermelha com placas HSF-0158 de Campo Grande por volta das 13h na BR-163 em frente à Embrapa. O veículo que a primeira vista parecia estar vazio, era conduzido por um homem de 35 anos que dizia ter saído de Ponta Porã com destino a Dourados.

No local, os policiais não encontraram nada no caminhão. Porém, ao responder os questionamentos dos policiais, o homem não soube explicar direito o que ia fazer na cidade e também entrou em contradição. Diante disso, o levaram à Delegacia da Polícia Federal para interroga-lo. Ele seguiu negando que estava praticando um crime.

Foi quando eles levaram a cadela farejadora até o veículo e ela indicou que havia vestígios de droga no fundo da carroceria. Com a ajuda do animal, os policiais seguiram a busca até encontrar num compartimento do motor um fundo falso que era usado para armazenar a droga.

O montante de pasta base de cocaína está avaliado em R$ 4 milhões.Um fator que chamou a atenção é que os tabletes da droga estão marcados com o desenho de um trator. Símbolos ou desenhos, por exemplo, são usados comumente por traficantes para identificar suas cargas.

A droga foi apreendida e o condutor preso em flagrante. O nome dele não foi revelado pelos policiais.

Com Informações Dourados News

Comentários

comentários