Brasileiro conquista pódio inédito para o país na Copa do Mundo de MTB

Gazeta Esportiva.com

O último domingo foi histórico para o ciclismo brasileiro. Henrique Avancini conquistou a quarta colocação na etapa italiana da Copa do Mundo de UCI de Moutain Bike e se tornou o primeiro atleta da categoria do Brasil a subir ao pódio da competição internacional na elite masculina.

O título do cross country olímpico (XCO) ficou novamente com o suíço Nino Schurter, vencedor da prova em 2017, seguido de Gerhard Kerschbaumer (ITA) e Mathieu Van Der Poel (HOL). O top 5 foi completado por Florian Vogel (SUI).

Henrique Avancini conquista pódio inédito para o Brasil (Foto: Michele Mondini/Divulgação)

“Obviamente estou bastante feliz de finalmente ter concretizado esse pódio na Copa do Mundo de MTB. Era algo que estava bem próximo e era uma questão de tempo. Estou contente, porque meu objetivo maior antes do ano começar era ser consistente e tenho sido, durante todo o primeiro semestre e agora na reta final da temporada também. E, eventualmente, estar encaixando resultados mais expressivos é muito bom”, destacou Avancini.

“A meta primordial era ter um bom balanço durante esse ano e, se você olhar outros atletas, fica nítido como é difícil manter-se consistente andando na frente e eu venho fazendo isso com alguma regularidade. É o que eu preciso agora. Aprender cada vez mais a disputar na frente, que é uma corrida diferente. Mas, no futuro, tentarei galgar passos maiores. Estou realmente feliz com esse resultado e sei que a temporada ainda está bem longe de terminar”, complementou Avancini.

A etapa de Val di Sole da Copa do Mundo de MTB começou bem para Henrique Avancini na sexta-feira, dia 6, quando que foi disputada a prova do short track (XCC). Na prova de pista reduzida, Avancini garantiu o top 10 ao terminar na oitava colocação, sua melhor classificação até então no formato, que teve início na Copa do Mundo de Albstadt (ALE) e voltou a ser realizado em Nove Mesto Na Morávia (CZE). Enquanto no XCC alemão o brasileiro foi o 11º colocado, na disputa tcheca ele concluiu em 14º lugar. É o Brasil começando a incomodar os atletas estrangeiros.

Comentários