Brasileiras encaram americanas na final da etapa de Tóquio

Gazeta Esportiva.com

A dupla brasileira Ágatha e Duda avançou na madrugada deste sábado à final da etapa quatro estrelas de Tóquio pelo Circuito Mundial de vôlei de praia 2019. A parceria venceu três rodadas eliminatórias seguidas, oitavas, quartas e semifinais, para alcançar a segunda disputa de ouro nesta temporada. Elas encaram as norte-americanas April Ross/Alix Klineman neste domingo, às 6h20 (de Brasília).

Agora elas encaram as norte-americanas April Ross/Alix Klineman neste domingo (Foto: Divulgação/FIVB)

O duelo contra as norte-americanas será o sexto na história do tour internacional entre as duas duplas. Ágatha e Duda venceram duas vezes e tiveram três derrotas. Para avançar até a decisão, a dupla começou o sábado superando as norte-americanas Larsen/Stockman nas oitavas de final, por 2 sets a 0 (21/14, 21/17).

Horas depois, nas quartas de final, novo triunfo sobre norte-americanas, desta vez contra a tricampeã olímpica Walsh e sua parceira Sweat: 2 sets a 0 (21/12, 21/13). Na semifinal, as brasileiras venceram as canadenses Bansley e Wilkerson também em sets diretos: 21/11, 21/12.

O evento-teste é uma etapa nível quatro estrelas do Circuito Mundial, ou seja, conta pontos para a corrida olímpica brasileira, que define os representantes do país na próxima edição dos Jogos. O torneio em Tóquio distribui 300 mil dólares aos competidores.

A competição tem formato particular por ser um evento-teste aos Jogos de 2020. Em uma etapa quatro estrelas usual, a fase de grupos é composta por 32 times divididos em oito grupos. Já na competição desta semana, apenas 24 duplas em cada gênero participam, divididas em seis chaves, como ocorre no evento olímpico. Além disso, em uma etapa normal, são dois jogos na primeira fase, contra três partidas no evento-teste.

Tóquio recebe uma etapa do Circuito Mundial de vôlei de praia pelo segundo ano seguido. Em 2018, porém, a competição era classificada como três estrelas pela FIVB. A classificação das etapas acontece de acordo com a quantidade de pontos oferecidos, o valor da premiação e o tamanho da arena. Os primos chilenos Marco e Esteban Grimalt, e as alemãs Teresa Mersmann e Cinja Tillmann foram os vencedores em 2018.

Outros jogos

As outras quatro duplas do Brasil acabaram superadas nas oitavas de final. Todas somam 400 pontos no ranking mundial e da corrida olímpica brasileira, e recebem prêmio de cerca de R$ 15 mil pela nona colocação na etapa quatro estrelas japonesa.

Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) foi superada pelas canadenses Sarah Pavan/Melissa por 2 sets a 1 (19/21, 21/16, 16/14); Carol Solberg/Maria Elisa (RJ) acabou sendo derrotada pelas norte-americanas Walsh/Sweat por 2 sets a 1 (15/21, 24/22, 15/13); Fernanda Berti/Bárbara Seixas (RJ) foi derrotada por Sude/Borger, da Alemanha, por 2 sets a 1 (14/21, 21/18, 15/10); e Talita/Taiana (AL/CE) caiu para as canadenses Bansley/Wilkerson por 2 sets a 0 (21/19, 21/19).

Comentários