Brasil tem atos para marcar o 1º de Maio pelo Dia do Trabalho

Os trabalhadores de Campo Grande que iriam ‘comemorar’ ou protestar nesta quarta-feira, 1º de Maio pelo Dia do Trabalho/Trabalhador não puderam ir e fazer a manifestação que ocorreria na manhã de hoje, devido ao tempo de chuva que se iniciou na noite de ontem e prosseguiu hoje. Mas, em outras cidades brasileiras ocorreram ou ainda estão acontecendo os atos pelo Dia do Trabalho. Milhares foram às ruas para protestar ou para acompanhar as comemorações com programação de shows.

As manifestações no Brasil tem atos focados por organizadores nas críticas contra à proposta do governo de reforma da Previdência, em discussão no Congresso Nacional. Também houve atos de trabalhadores em várias partes do mundo. Em cidades como Paris, na França, e Turim, na Itália, houve confronto entre manifestantes e policiais.

O Página Brazil noticiou na segunda-feira (29), que na Capital, como em quase todas outras cidades as “Centrais Sindicais fariam ‘Dia do Trabalhador’ unificado contra Reforma da Previdência” . E assim aconteceu em várias partes do País, como na cidade de São Paulo, que é a maior e principal concentração popular.

São Paulo

Assi, na capital paulista, o maior destaque foi que pela primeira vez a Central Única dos Trabalhadores (CUT) e a Força Sindical se uniram em uma única comemoração. A festa começou às 10h no Vale do Anhangabaú, Centro da capital, e segue até a noite. Segundo as centrais sindicais, são esperadas 100 mil pessoas ao longo do dia.
A justificativa das entidades organizadoras para fazer um único ato é o “momento do Brasil e as dificuldade das centrais sindicais”, conforme relatou Paulinho da Força, da Força Sindical.
Manifestantes com bandeiras e faixas de centrais sindicais se reúnem para ato pelo 1º de Maio, Dia do Trabalho, no Vale do Anhangabaú, Centro de São Paulo — Foto: Nelson Antoine/Estadão Conteúdo
Manifestantes com bandeiras e faixas de centrais sindicais se reúnem para ato no Vale do Anhangabaú, Centro de São Paulo — Foto: Nelson Antoine/Estadão Conteúdo

Em São Carlos-SP, cerca de 200 pessoas se reuniram nesta quarta-feira (1º ), feriado do Dia do Trabalhador, em um ato contra a Reforma da Previdência. Os manifestantes se concentraram na Praça do Mercado Municipal e, por volta de 10h, percorreram a Avenida São Carlos até a Praça dos Pombos. Durante o trajeto, a faixa de ônibus continuou liberada e o trânsito não foi afetado.

Pernambuco
Em Recife-PE, representantes de sete centrais sindicais, de partidos políticos e trabalhadores de diversos setores se reuniram na área central do Recife nesta manhã para protestar contra a reforma da Previdência.
Reforma da Previdência foi criticada durante ato de centrais sindicais, nesta quarta-feira (1º), Dia do Trabalhador, no Recife — Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press
Reforma da Previdência foi criticada durante ato de centrais sindicais, nesta quarta-feira (1º), Dia do Trabalhador, no Recife — Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press

Alagoas

Em Alagoas, trabalhadores e integrantes de movimentos sociais e sindicais saíram em caminhada pela orla de Maceió durante a manhã. Os manifestantes carregavam cartazes com críticas ao desemprego no país. Segundo os organizadores, 5 mil pessoas foram ao ato.

Protesto Dia do Trabalhador em Maceió, Alagoas — Foto: Matheus Tenório/G1
Protesto Dia do Trabalhador em Maceió, Alagoas — Foto: Matheus Tenório/G1

Ceará

O grupo exibiu faixas e cartazes em alusão ao Dia do Trabalhador. — Foto: Isaac Macêdo/TV Verdes Mares
O grupo exibiu faixas e cartazes em alusão ao Dia do Trabalhador. — Foto: Isaac Macêdo/TV Verdes Mares

Integrantes de centrais sindicais e movimentos sociais se reuniram nesta quarta-feira (1º), em um ato na rodovia BR-230, no município de Várzea Alegre, na Região do Cariri do Ceará.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal do Ceará (PRF-CE), o ato começou por volta das 7h20 e o trecho do Km-83 ficou bloqueado, o que gerou conzgestionamento de veículos. Cerca de 150 pessoas participaram do ato. O grupo exibiu faixas e cartazes em alusão ao Dia do Trabalhador. Pneus também foram queimados na via.

Minas Gerais

Vítimas de Brumadinho são lembradas durante Missa do Trabalhador na Grande BH — Foto: Reprodução/TV Globo

Vítimas de Brumadinho são lembradas durante Missa do Trabalhador na Grande BH — Foto: Reprodução/TV Globo

Na tradicional missa do Dia do Trabalhador realizada em Contagem, na Grande BH, representantes do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) lembraram as vítimas do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

“O Dia do Trabalhador é para lembrar que os trabalhadores estão morrendo com a lógica da privatização que como a Vale cometeu esse crime levando lucro acima da vida. Então hoje é um dia de protesto, de luta, de solidariedade entre os trabalhadores”, disse o membro do MAB, Jocely Andreoli.

Paraná

Mais de 500 costelões serão assados no fogo de chão na Festa do Trabalhador, em Cascavel — Foto: Cícero Bittencourt/RPC

Mais de 500 costelões serão assados no fogo de chão na Festa do Trabalhador, em Cascavel — Foto: Cícero Bittencourt/RPC

Em Cascavel, no norte do Paraná, a festa do trabalhador foi comemorada com 17 toneladas de carne num evento que é considerado o maior churrasco do Brasil. A expectativa é de que 20 mil pessoas vão à comemoração.

Ao todo, serão assados durante seis horas, no fogo de chão, mais de 500 costelões. Mais de mil voluntários participam da organização do evento, que é tradição na cidade há 24 anos.

Piauí

Ato reuniu cerca de 100 pessoas na Praça da Integração do Parque Piauí. — Foto: Daniel Pessoa/Arquivo pessoal

Ato reuniu cerca de 100 pessoas na Praça da Integração do Parque Piauí. — Foto: Daniel Pessoa/Arquivo pessoal

Centrais sindicais, grupos estudantis e representantes dos principais sindicatos de trabalhadores do estado do Piauí fizeram protesto na Praça da Integração, no bairro Parque Piauí, Zona Sul de Teresina, neste Dia do Trabalhador (1º).

Na manifestação, o grupo seguiu pelas ruas do entorno da praça, com um carro de som, chamando a atenção da população. As ruas ficaram interditadas por alguns minutos durante o percurso, que aconteceu entre 9h e 10h. O protesto encerrou ao meio-dia.

Rio Grande do Sul

Ato relativo ao Dia do Trabalho na Orla do Guaíba, em Porto Alegre — Foto: Léo Saballa Jr./RBS TV

Ato relativo ao Dia do Trabalho na Orla do Guaíba, em Porto Alegre — Foto: Léo Saballa Jr./RBS TV

Um grupo de manifestantes se reúne na tarde desta quarta-feira (1) na Orla do Guaíba, no Centro de Porto Alegre, em um protesto relativo ao Dia do Trabalho. A Brigada Militar acompanha, e estima que cerca de 150 pessoas participem.

Por volta das 15h, o grupo se reunia na Rótula das Cuias, entre as avenidas Edvaldo Pereira Paiva e Augusto de Carvalho. Ao longo da tarde, deve ser realizada uma caminhada até a Usina do Gasômetro, também na beira do Guaíba.

Sergipe

Centrais sindicais, movimentos sociais e grupos estudantis realizaram uma manifestação nesta quarta-feira (1º). O protesto teve início às 8h30 na Praça da Juventude, no Conjunto Augusto Franco, na Zona Sul de Aracaju (SE) e seguiu até a Orla de Atalaia onde foi finalizado às 13h30.

Segundo a organização, o ato reuniu 10 mil pessoas e é uma preparação para a greve geral, que acontecerá no dia 14 de junho em todo o país.

Comentários