Mato Grosso do Sul não atinge meta de vacinação contra pólio

Pelo segundo ano consecutivo, o Brasil não alcançou a meta de vacinação contra a poliomielite, doença conhecida como paralisia infantil. Na campanha de 2015 foram vacinadas 12 milhões de crianças. A média nacional de vacinação foi 94,4% das crianças de 6 meses a 5 anos incompletos. O número é um pouco abaixo da meta de 95%. O Distrito Federal e mais 11 estados não atingiram o resultado desejado. No ano passado, 93,9% das crianças foram imunizadas.

Mato Grosso do Sul integra os doze estados brasileiros que não alcançaram o objetivo. De acordo com balanço divulgado na última sexta-feira (18) pelo órgão,  o Estado atingiu 88% da meta. Além de Mato Grosso do Sul, outros 11 estados ficaram abaixo do objetivo como  Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, Goiás e o Pará; o Tocantins, a Bahia, São Paulo e o Mato Grosso; o Acre, Piauí e o Distrito Federal.expectativa de imunização.

vacina_polioDesde 1990 o Brasil não tem casos de poliomielite, uma doença infectocontagiosa grave. Na maioria dos casos, a criança infectada adquire sérias lesões que afetam o sistema nervoso, provocando paralisia irreversível, principalmente nas pernas. A doença é causada pelo poliovírus e a infecção se dá principalmente por via oral.

O esquema vacinal contra a polio prevê três doses, administradas aos 2, 4 e 6 meses de idade. Além disso, a criança deve tomar dois reforços, aos 15 meses e aos 4 anos, e ir aos postos de vacinação nas campanhas anuais, até completar 5 anos. Entre 2014 e 2015, nove países, na África e na Ásia, registraram casos da doença.

Fonte: Agência Brasil

Comentários

comentários