Brasil fatura o bronze no Grand Prix de Antalya de judô

Gazeta Esportiva.com

(Foto: Reprodução/IJF)
O judô brasileiro voltou a subir no pódio no Grand Prix de Antalya, na Turquia, neste sábado. Após Sarah Menezes conquistar a medalha de bronze na sexta-feira, foi a vez de Alexia Castilhos, recém-promovida das categorias de base, também garantir o terceiro lugar na categoria meio-médio (-63kg).

Tida como um dos principais nomes da nova geração do judô brasileiro, Alexia conquistou a primeira medalha em etapas de Grand Prix da Federação Internacional de Judô. Esse também foi o melhor resultado da jovem judoca desde que foi promovida à classe sênior.

Alexia estreou neste sábado com uma vitória por ippon sobre Lubjana Piovesana, da Grã-Bretanha, pelas oitavas de final. Em seguida, a brasileira vinha vencendo com um waza-ari de vantagem a russa Valentina Kostenko, mas acabou sofrendo uma chave de braço e desistiu do combate. Na repescagem, contudo, ela se recuperou com uma vitória contra a israelense Inbal Shemesh ao forçar três punições à adversária. Com isso, ela foi para a disputa do bronze, em que superou Mia Hermansson, da Suécia, com dois waza-ari.

O Brasil ainda teve a oportunidade de subir ao pódio com mais dois judocas neste sábado, contudo, ambos terminaram na quinta colocação. Também competindo no meio-médio feminino, Yanka Pascoalino perdeu a disputa do bronze contra Busra Katipoglu, atleta da casa, ao sofrer dois waza-ari. Já pelo peso leve (-73kg), David Lima foi derrotada por um waza-ari pelo iraniano Mohammad Mohammadi.

Neste domingo outros quatro brasileiros entram no tatame a partir das 10h (de Brasília) para tentar aumentar a somatória de medalhas brasileira em Antalya. São eles Gustavo Assis (90kg), Rafael Macedo (90kg), Leonardo Gonçalves (100kg) e Jonas Inocêncio (+100kg).

Comentários