Brasil encara Peru em decisão particular de Neymar por ‘melhor do mundo’

Pressionada e diante de seu pior início da história nas Eliminatórias, a seleção brasileira entra em campo nesta terça-feira para um confronto com ares decisivos com o Peru. O jogo das 21h (MS), na Arena Fonte Nova (Salvador), é importante para o time, para Dunga e, especialmente, para Neymar.

Neymar treina para duelo contra o Peru - Foto: Rafael Ribeiro / CBF
Neymar treina para duelo contra o Peru – Foto: Rafael Ribeiro / CBF

De olho em uma vaga entre os finalistas do prêmio de melhor do mundo da Fifa, o atacante brasileiro fará sua última exibição antes do final da votação que envolve jornalistas, técnicos e capitães de todas as seleções. Os envolvidos devem enviar suas escolhas até a próxima sexta-feira, dia 20.

Calado e evitando a imprensa desde que se apresentou à seleção neste retorno, Neymar não fala sobre o assunto. O estafe do atleta, no entanto, não esconde a expectativa e sabe da importância do jogo desta terça para o objetivo de, enfim, aparecer na possível lista ao lado de Messi e Cristiano Ronaldo.

As pessoas próximas ao craque recordam ainda o ano de 2013 para justificar tanta expectativa. Na ocasião, às vésperas do encerramento da votação, Cristiano Ronaldo marcou três gols na vitória por 3 a 2 da seleção portuguesa contra a Suécia, classificou a equipe para a Copa 2014 e faturou o prêmio de melhor jogador do mundo na sequência.

Em agosto, Messi faturou o prêmio de melhor jogador da Europa na temporada 2014/15, com Cristiano Ronaldo e Luis Suárez em segundo e terceiro lugar, respectivamente. O fato desanimou Neymar e seu estafe. No entanto, com a lesão recente do argentino e o brilho do brasileiro ao liderar o Barcelona nos últimos jogos, a expectativa voltou.

Agora é aguardar o desempenho do camisa 10 da seleção brasileira nesta quarta e aguardar. Em favor de Neymar, pesa o fato de Messi, Cristiano Ronaldo, Luis Suárez e outros possíveis “rivais” não entrarem mais em campo nesta semana. A memória fresca de uma possível grande atuação nesta quarta ajudaria o brasileiro.

Neymar precisa ainda retomar o brilho na seleção e apagar a imagem deixada na Copa América, quando foi expulso contra a Colômbia, suspenso por quatro jogos e ficou quase cinco meses longe do time. Ele é uma das armas do também pressionado Dunga, que ainda não viu seu time convencer em jogos oficiais neste ano.

“Precisamos vencer, a cobrança é normal. Mas estamos tranquilos. Estamos tentando corrigir as coisas, conversando muito, mostrando vídeos. Agora é guardar energia para a hora do jogo e fazer uma boa partida. Temos que propor o jogo desde o início”, comentou o treinador.

Sem David Luiz, suspenso, Gil deverá ser o titular na zaga ao lado de Miranda. Na frente, a tendência é que o técnico lance mão de Douglas Costa na vaga de Ricardo Oliveira, deixando o time com mais mobilidade no ataque. A confirmação, no entanto, só sairá momentos antes de a bola rolar.

Pelo lado do Peru, a grande atração é Paolo Guerrero. Em má fase no Flamengo, o jogador costuma brilhar com a camisa de seu país e já tem um gol nas Eliminatórias.

O time do técnico Ricardo Gareca tem a difícil missão de quebrar um jejum que já dura 30 anos. O Peru não sabe o que é vencer o Brasil desde 1985 – amistoso em Brasília.

BRASIL x PERU

Data e hora: 17/11/2015 (terça-feira), às 21h (MS)

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (Bahia)

Árbitro: José Buitrago (Colômbia)

Auxiliares: Eduardo Díaz e Wilmar Navarro (ambos da Colômbia)

Transmissão na TV: Globo e Sportv

Brasil – Alison; Daniel Alves, Miranda, Gil e Filipe Luís; Luis Gustavo, Elias, William e Lucas Lima; Douglas Costa e Neymar

Técnico: Dunga

Peru – Diego Penny; Advíncula, Yoshimar Yotún, Carlos Zambrano, Ascues; Carlos Lobatón, Tapia, Yordy Reyna e Farfán; Cueva (Pizarro) e Paolo Guerrero

Técnico: Ricardo Gareca

Comentários

comentários