Brasil conta com diversos jogadores na Liga das Nações da Europa

Gazeta Esportiva.com

O país mais representado na Liga das Nações da Europa é… o Brasil

A mais recente competição de seleções de futebol da Europa está sendo realizada pela primeira vez durante o ano de 2018 e 2019. A nova competição europeia está dividida em quatro ligas que integram 55 países europeus divididos pelo ranking da UEFA. Curiosamente, uma grande maioria dos jogadores que participam nesta competição “Made in Europa” são brasileiros naturalizados. É natural que os fãs brasileiros façam as suas apostas neste campeonato.

Na verdade, os jogadores nascidos no Brasil brilham há muitos anos ao serviço das seleções de centenas de países espalhados por todo o mundo. No entanto a Europa, para além de ser o continente com mais jogadores de futebol brasileiros a alinhar nos principais e mais importantes times e ligas europeias, é também um dos cinco continentes com mais futebolistas que nasceram em território brasileiro naturalizados representando outros países com grande sucesso.

Jogadores brasileiros fizeram história representando outras nações

O sucesso de jogadores brasileiros que representaram seleções de países europeus já tem muito tempo. Deco e Liedson por Portugal, Marcos Senna por Espanha, Luís Oliveira pela Bélgica, Cacau ao serviço da Alemanha, Thiago Motta representando a Itália ou Eduardo da Silva e Sammir que serviram a seleção da Croácia, são alguns dos exemplos mais recentes de futebolistas que acrescentaram valor e magia ao serviço de países europeus.

Já nos anos trinta do século XX, existiram casos como o de Anfilógino Guarisi, também conhecido como Filó, antigo atleta do Corinthians, que disputou a Copa do Mundo de 1934 representando a seleção italiana. O mesmo aconteceu com José Altafini, mais conhecido por Mazzola, apelido que lhe foi atribuído por ter semelhanças ao antigo jogador italiano. O caso de Mazzola foi ainda mais curioso pois representou a Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 1958 e em 1962 integrou a seleção da Itália utilizando do nome Altafini na Copa do Mundo da FIFA. Angelo Sormani foi mais um dos brasileiros de gerações mais antigas que integrou o lote de jogadores selecionados pela federação italiana de futebol.

No que diz respeito à Liga das Nações da UEFA, é possível de forma muito fácil apresentar um onze de jogadores titulares que representam países do velho continente e também algumas soluções que seriam suplentes mas – que com toda a certeza – teriam lugar em qualquer seleção de futebol do mundo.

Onze Titular

Goleiro: Guilherme Marinato (Rússia)
Zagueiro: Pepe (Portugal)
Zagueiro: Ildefonso Lima (Andorra)
Lateral: Emerson Palmieri (Itália)
Lateral: Rony Lopes (Portugal)
Meia: Jorginho (Itália)
Meia: Thiago Alcântara (Espanha)
Meia Direita: Marcos Pizzelli (Armênia)
Meia Esquerda: Marlos (Ucrânia)
Atacante: Rodrigo Moreno (Espanha)
Atacante: Diego Costa (Espanha)

Suplentes

Zagueiro: Bruno Alves (Portugal)
Zagueiro: Thiago Cionek (Polônia)
Zagueiro: Paulo Vinícios (Hungria)
Zagueiro: Léo Lacroix (Suíça)
Lateral: Mário Fernandes (Rússia)
Meia: Richard Almeida (Azerbaijão)
Meia: Gustavo Hamer (Holanda)
Meia-Atacante: Dimitrios Limnios (Grécia)
Atacante: Emiliano Marcondes (Dinamarca)

A Liga das Nações “brasileira”

Estes são apenas alguns exemplos de jogadores brasileiros que estarão a competir ao serviço de seleções europeias durante a Liga das Nações da UEFA. Este torneio de seleções vai fazer com que os times nacionais estejam permanentemente em competição substituindo os jogos amistosos e acrescentando o fator de competitividade que assim prepara as seleções europeias para a Copa do Mundo, Copa da Europa e Copa das Confederações.

Muitos comentaristas desportivos especializados em futebol, afirmam que esta estratégia da UEFA é inteligente pois é uma forma das seleções europeias estarem mais preparadas para a competitividade internacional que tem como objetivo o favoritismo dos times nacionais europeus nas competições de futebol mundiais, quando em comparação om os restantes continentes do globo.

A Liga das Nações da UEFA é também uma competição com um formato que garante o apuramento e classificação direta para a Copa da Europa com uma grande ajuda e auxílio do talento e magia com origem nas escolas de futebol do país do samba, do Maracanã e de Pelé. Talvez esta possa ser uma razão para se afirmar que o Brasil é um mundo de futebol!

Comentários