Brasil conquista sete medalhas no terceiro dia dos JMM, na China

Agência Brasil

Divulgação/Ministerio da Defesa

O Time Militar Brasil subiu ao pódio sete vezes nesta segunda-feira (21), nos Jogos Mundiais Militares (JMM), em Wuhan, na China.  Na natação, três atletas da seleção principal conquistaram medalhas: João Luiz Gomes Júnior faturou o ouro na prova nos 50m peito; Fernando Scheffer foi prata na prova dos 200m livre; e Viviane Jungblut ficou com o bronze na prova feminina dos 1500m livre.

No hipismo, o cavaleiro tenente-coronel Cláudio Goggia conquistou a prata no individual modalidade saltos. O primeiro lugar ficou com o italiano Massimiliano Biachi, e o bronze com o chinês Lixin Mao.

A seleção militar conquistou ainda três bronzes para o Brasil: na ginástica artística, o atleta olímpico da ginástica Caio Souza ficou em terceiro lugar no individual geral ao somar 82.331 pontos; as duas primeiras posições – ouro e prata respectivamente –  ficaram com os chineses Ruoteng Xiao (86.265) e Shudi Deng (84.432). E na modalidade Livesaving (salvamento aquático) mais dois bronzes: um conquistado pela sargento Fernanda Andrade nos 100m resgate em dois estilos (nesta prova, são 50m livre, e nos 50m restantes o atleta resgata o manequim e o carrega até a borda da piscina); e o outro bronze ficou com a equipe brasileira, formada por Thamy Ventorin, Thais Xavier, Priscila de Souza e Fernanda Andrade: elas venceram a prova de revezamento de manequim 4 x 25m.

Com os triunfos de hoje (21), o Brasil ocupa a quarta posição no quadro geral,  com 22 medalhas (3 ouros, 8 pratas e 11 bronzes).  A China lidera o ranking com 70 medalhas (41 ouros, 16 pratas, e 13 bronzes),  seguida pela Rússia, com 51 (18 ouros, 17 pratas e 16 bronzes) e pela Alemanha, terceira colocada, com 13 medalhas (4 ouros, 3 pratas e 6 bronzes) .

Vôlei Feminino na final

A equipe militar brasileira venceu hoje (21) a semifinal contra a Coréia do Norte e assegurou presença na grande final contra a anfitriã China, amanhã,  às 8h30 (horário de Brasília). As brasileiras começaram atrás contra as norte coreanas: perderam o primeiro set por 25/19, mas empataram o jogo na parcial seguinte ao ganharem por 25/14. Depois seguiram dominando a partida, fechando na frente o terceiro set (25/23) e o quarto set (25/16), selando a vitória por 3 sets a 1.

A equipe masculina também foi bem: triunfou sobre o Catar por 3 sets a 0 (parciais 25/12, 25/20 e 25/20). Amanhã, o time masculino enfrenta a China, dona da casa, pela terceira rodada do Grupo A.

Duplas de vôlei estreiam bem nos JMM

A experiência contou a favor das duas duplas de vôlei feminino, que fizeram seu primeiro jogo hoje (21),  Bem afinadas, Talita Antunes e Taiana Lima passaram fácil pelas adversárias do Sri Lanka Alawaththage e Alanda Bogah: vitória por 2 sets a 0 (parciais de 21/6 e 21/9).

As parceiras Duda Lisboa e Ágatlha Rippel, que vão representar o Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, também não tiveram dificuldades para derrotar a derrotar a dupla de Rwanda Munezero e Ana Musabyim, por 2 sets a 0 (parciais 21/8 e 21/5).

Tiro com arco

O arqueiro olímpico Bernardo Oliveira perdeu a chance de ir à final da modalidade, ao ser derrotado hoje (21) pelo italiano Marco Galliazzo, pelo placar de 6 a 2.  O brasileiro vai decidir a medalha de bronze com o chinês Kaiyao Qi, na virada de quarta para quinta-feira (24), à meia-noite (horário de Brasília).

Baquete Feminino invicto

A seleção militar feminina de Baquete chegou hoje (21) à terceira vitória consecutiva, ao derrotar a França, por 68 a 57. As próximas adversárias serão as candenses, na próxima quarta-feira (23), às 2h (horário de Brasília).

Tiro com arco

O arqueiro olímpico Bernardo Oliveira perdeu a chance de ir à final da modalidade ao ser derrotado hoje (21) pelo italiano Marco Galliazzo pelo placar de 6 a 2.  O brasileiro vai decidir a medalha de bronze com o chinês Kaiyao Qi, na virada de quarta para quinta-feira (24), à meia-noite (horário de Brasília).

Comentários