Bolsonaro é eleito Presidente do Brasil

Com 94,44% dos votos apurados no país, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) já não pode ser alcançado por Fernando Haddad (PT) e está eleito presidente da República. O presidenciável do PSL disputou pela primeira vez o comando do Palácio do Planalto, tendo como principal bandeira o “combate à corrupção” e ações mais duras e enérgicas em relação a segurança pública, que sempre foi a sua base eleitoral, no seu histórico político.

Jair Bolsonaro (PSL) durante votação no Rio de Janeiro ao lado da mulher, Michelle (Foto: Divulgação – UOL)

Bolsonaro teve 55,54% dos votos válidos até aqui, o equivalente a 55,2 milhões. Haddad chegou a 44,46%, ou 44 milhões.

Com o slogan “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”, Bolsonaro liderou o primeiro turno das eleições, tendo no início o apoio da classe mais conservadora do Brasil, incluindo depois segmentos da sociedade, como o voto “evangélico”, assim como setores da segurança pública e eleitores que queriam “mudança” dos quadros políticos atuais.

No segundo turno da eleições, não teve o apoio consolidado de nenhum outro candidato que perdeu a disputa presidencial, mas vários candidatos ao governo, de diferentes estados, que ainda estavam em campanha, resolveram declarar apoio ao candidato do PSL, como João Dória (PSDB), em São Paulo. No Mato Grosso do Sul, tanto Reinaldo Azambuja (PSDB), como Odilon de Oliveira (PDT), estiveram ao seu lado.

Bolsonaro teve uma campanha atípica dos demais candidatos, porque ainda no primeiro turno foi vítima de um atentado, com golpe de faca, na cidade de Juiz de Fora (MG), fazendo com que o candidato do PSL tivesse que passar por várias cirurgias. O período de recuperação foi no Rio de Janeiro. Este foi o motivo para não participar dos debates tanto no primeiro, como no segundo turno.

Antes de terminar a eleição, o candidato do PSL já acenou com cargos para bancada ruralista do Congresso Nacional, assim como ter o deputado federal Onyx Dornelles Lorenzoni (DEM), no comando da Casa Civil. Para o Ministério da Fazenda, o escolhido foi o economista Paulo Guedes.

Nascido em 21 de março de 1955, Bolsonaro chega a presidência aos 63 anos. Ele teve uma carreira militar, se formando na Academia Militar das Agulhas Negras em 1977 e serviu nos grupos de artilharia de campanha e paraquedismo do Exército Brasileiro. Entrou na reserva com o patente de capitão em 1988.

Neste mesmo ano (1988) foi eleito vereador no Rio de Janeiro e depois deputado federal, que a partir de 1991, começou como deputado federal, chegando neste ano no sétimo mandato, onde é um dos representantes da chamada “bancada da bala”. Ele anunciou a pré-candidatura à presidente em março de 2016.

Comentários