Bolsonaro diz que aluno de universidades brasileiras ‘faz tudo, menos estudar’

G1/JP

Presidente Jair Bolsonaro em evento no Tocantins (Foto: Márcio Vieira/Governo do Tocantins)

Em discurso durante um evento no Tocantins nesta quinta-feira (12), o presidente Jair Bolsonaro criticou as universidades brasileiras dizendo os alunos fazem “tudo, menos estudar”.

“Entre as 200 melhores universidades do mundo, tem algum brasileira? Não tem! Isso é um vexame! O que que se faz em muitas universidades e faculdades do Brasil, o [que o] estudante faz? Faz tudo, menos estudar.”

No pronunciamento, ele também falou sobre:

  • corrupção – “Se aparecer [corrupção no governo], boto no pau de arara no ministro”
  • multas ambientais – “Já falei que não quero essa indústria da multa por parte do Ibama”
  • radares móveis – “Que não serve para nada, a não ser roubar vocês”
  • aumento do preço da carne – “Ou nós apoiamos o livre mercado ou não apoiamos. Tabelar eu não vou tabelar”

No evento desta quinta, o presidente participou do lançamento do programa Governo Municipalista, que prevê investimentos em áreas como infraestrutura, educação e saúde nas 139 cidades do Tocantins.

‘Temos algum Prêmio Nobel no Brasil’

O comentário de Bolsonaro sobre as universidades brasileiras foi feito depois de ele falar sobre a Prova Internacional do Estudante (Pisa).

Feita pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), a avaliação é divulgada a cada três anos e mostra o desempenho dos estudantes de cerca de 80 países em ciência, leitura e matemática. A edição mais recente foi divulgada no início de dezembro.

“A China está em primeiro lugar, nós estamos nos últimos”, afirmou Bolsonaro. “Qual a tendência, que poucos falam? Têm vergonha de falar, porque, ó, é desrespeito. Não é desrespeito, é uma realidade. São melhores, vão viver melhores. Quantos e quantos outros países na nossa frente.”

Bolsonaro também disse que “nós somos o último aqui na América do Sul”. “Doutor Pacheco, temos algum prêmio Nobel no Brasil? Tem?”.

Comentários