Bolsonaro assina carta de desfiliação do PSL

Bolsonaro pretende fundar a Aliança pelo Brasil (Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil / CP)

O presidente Jair Bolsonaro acaba de assinar a desfiliação do PSL. Bolsonaro anunciou a saída do partido na semana passada, e com isso ele se torna o primeiro presidente no exercício do mandato sem legenda desde a redemocratização.

Bolsonaro planeja fundar outro partido, o Aliança Pelo Brasil. A ideia é conseguir validar assinaturas eletrônicas que permitam a fundação da legenda até março do ano que vem, a tempo de disputar as eleições municipais.

A criação da sigla é o desfecho de uma disputa que começou em outubro, com uma declaração do próprio presidente. A apoiadores, ele afirmou, que o presidente do PSL, Luciano Bivar, estava “queimado para caramba”. A afirmação, que estava longe de ser um deslize, foi a deixa para iniciar um rápido desgaste, seguido da solução esperada pelo grupo do presidente. A expectativa é de que, dos 53 deputados do PSL, partido pelo qual Bolsonaro se elegeu, 27 o acompanhem na nova legenda.

Assim como na eleição de Bolsonaro, a ideia é se valer do apoio da tecnologia para colher assinaturas necessárias para a criação da nova sigla, em vários Estados do País. Também ficou definido que o presidente vai usar redes sociais, dele e de aliados, para chamar pessoas dispostas a atuar na coleta de assinatura para a criação do partido. Por enquanto, a ideia é de que a executiva do partido tenha 15 integrantes.

Comentários