Blackmore processa Deep Purple em R$ 3,7 milhões por royalties

Amigos, amigos, royalties à parte – Ritchie Blackmore vai à Justiça requerer direitos – Foto: Revista Guitar

Como guitarrista do Deep Purple, Ritchie Blackmore tocou solos memoráveis em alguns dos maiores hinos do rock e ajudou a escrever muitas das canções mais famosas da banda inglesa de hard rock, incluindo Smoke On The Water, Black Knight e Highway Star. Por isso, quarenta anos depois de deixar a banda, ele está travando uma batalha legal por royalties e diz que o Deep Purple lhe deve 750 mil libras (cerca de R$ 3,7 milhões) por sua contribuição criativa. As informações são do Daily Mail.

Blackmore certa vez declarou: “Só quero fazer tanto barulho e tocar o mais alto possível”. Agora, está processando o grupo, alegando que foi mal pago ao longo desses anos.

O guitarrista se uniu ao Deep Purple em 1968, mas deixou a banda sete anos depois para formar seu próprio conjunto, Rainbow, onde também teve conflitos de personalidade com os colegas.

Em 2003, os sobreviventes do Deep Purple Ian Gillan, Roger Glover, Jon Lord e Ian Paice processaram as duas companhias que gerenciavam as banda, a HEC Enterprises e a Deep Purple (Overseas). Eles conseguiram um acordo sobre os royalties, mas Blackmore foi excluido.

Ele alega ter o direito de receber um quinto de até 85% da renda de 14 de álbuns, incluindo Machine Head , de 1972, que contém o maior clássico do Deep Purple, Smoke On The Water .

A situação financeira de Blackmore não está clara, mas ele deu indícios recentemente de que pode voltar a excursionar em turnê.
O Deep Purple entrou para o Guinness Book of World Records , em 1975, como a banda mais barulhenta do mundo e já vendeu mais de 100 milhões de álbuns.

Fonte: Terra

Comentários

comentários