Bill Gates é cobaia de pesquisa para eliminar mau cheio de banheiros

Na foto, Bill Gates sente cheiro universal de privada (Foto: Linkedin)
Na foto, Bill Gates sente cheiro universal de privada (Foto: Linkedin)

O fundador da Microsoft está  liderando uma pesquisa para eliminar o fedor de banheiros de países pobres na África e na Ásia. São um bilhão de pessoas sem acesso a banheiros regularmente e acabam fazendo suas necessidades em locais abertos.

Só na Índia, 70% das residências não têm banheiro. No decorrer dos estudos os especialistas perceberam, no entanto, que mesmo que a pessoa saiba onde há um banheiro próximo a pessoa não vai usar se as privadas cheirarem mal, porque estão acostumadas com o ar fresco – e aí é difícil transformar os hábitos de quem defeca em lugares públicos.

Diante desta preocupação  surgiu a campanha, motivada por uma simples pergunta: por que raios privadas são tão fedidas? A Firmenich, segunda maior empresa do mundo no setor de aromas e perfumes para comidas e produtos de higiene pessoal, foi encarregada de responder essa questão. A empresa é responsável por criar várias essências para ambientes. O objetivo é criar um perfume de excremento para saber como exterminá-lo Fedor universal de privada Para desenvolver o projeto foi preciso estudar o odor de um banheiro.

Os especialistas descobriram que as privadas liberam mais de 200 compostos químicos. Foi preciso isolar cada um deles e entender quais são os responsáveis pelo cheiro ruim. Os primeiros culpados já foram identificados pelos cientistas: o indol, o p-cresol, o dimetil-trisulfeto e o ácido butanoico.

Mas, como cheiros de banheiro variam de acordo com a dieta, os pesquisadores criaram um aroma com esses quatro compostos e foram testá-lo com diferentes culturas na Suíça, na Índia e na África. Como resultado, os pesquisadores chegaram a um fedor ‘universal de privada’ , o qual Bill Gates estava cheirando na foto acima em sua visita à empresa.

Comentários

comentários