Bilionário candidato à Casa Branca tentou seduzir a princesa Diana

Donald Trump bombardeava Diana no Palácio de Kensington com enormes buquês de flores que valiam cada um centenas de libras
Trump Diana

O magnata americano Donald Trump, pré-candidato republicano à presidência dos EUA, tentou seduzir a princesa Diana após o divórcio com o príncipe Charles, revelou neste domingo o jornal britânico “The Sunday Times”.

Trump “bombardeava Diana no Palácio de Kensington com enormes buquês de flores que valiam cada um centenas de libras”, relata no jornal a jornalista britânica Selina Scott.
Scott assegura que a princesa, que morreu em um acidente de carro em Paris em 1997, confessou que estava “cada vez mais preocupada sobre o que devia fazer” com relação aos presentes que eram enviados pelo magnata.

“Estava sentada ao lado de Diana em um jantar privado e ela me explicou o bombardeio floral de Trump. ‘O que vou fazer?’, me perguntou. ‘Me dá calafrios’. ‘Jogue-as no lixo’, disse a ela, que riu”, explicou a jornalista.

Scott, que foi apresentadora nas cadeias “ITV” e “BBC”, afirmou que conheceu Trump em 1994 durante a rodagem de um documentário nos Estados Unidos, uma ocasião na qual o magnata lhe perguntou por detalhes íntimos sobre o deteriorado casamento entre Charles e Diana.

“Trump via claramente Diana como uma mulher troféu”, diz Scott em seu artigo.
“Quando ela morreu no trágico acidente de Paris em 1997, Trump disse a seus amigos que seu maior pesar era não ter tido um encontro com ela. Disse que sempre pensou que tinha a oportunidade de iniciar um romance”, afirma a jornalista.

No livro “The Art of the Comeback”, publicado no mesmo ano da morte de Diana, o magnata americano escreveu: “Encontrei com ela em diversas ocasiões. Não pude deixar de notar a impressão que causava nas pessoas. Iluminava o quarto com seu encantamento, sua presença. Era uma genuína princesa, uma mulher de sonho”.

Um porta-voz de Trump afirmou ao “The Sunday Times” que “ambos tiveram uma grande relação, se gostavam muito mutuamente, mas nunca surgiu nada”.

Fonte: Terra

Comentários

comentários