Bilhete é encontrado em hotel com confissões de estupros e assassinatos

Um homem trabalhava na reforma de um quarto de hotel quando encontrou um bilhete assustador escondido atrás de um quadro. O caso aconteceu ontem (5) na cidade de Raleigh, nos Estados Unidos.

A nota, escrita à mão, continha relatos de uma série de crimes cometidos naquele quarto por um “serial killer”. “Entre 2008 e 2010,  eu me hospedei neste quarto”, diz o bilhete. “Eu então selecionava vítimas de universidades da região ou de apartamentos adjacentes à janela deste quarto”.

Bilhete relata uma série de crimes supostamente cometidos no hotel (Foto: Divulgação/UOL)
Bilhete relata uma série de crimes supostamente cometidos no hotel (Foto: Divulgação/UOL)

A partir daí, o autor do bilhete deixa a entender que conseguia atrair algumas destas pessoas para o hotel: “após amordaçar as vítimas, para não perturbar os outros hóspedes, eu começava meus procedimentos com um toque de sodomia”. 

Após mencionar o estupro, o bilhete indica que essas supostas vítimas eram assassinadas: “eu estava comprometido a ajudá-las a se libertar deste mundo”, diz a carta, antes de terminar: “eu nunca deixei nenhum testemunha, mas senti que deveria deixar um relato desses trabalhos que fiz na minha vida para que alguém possa entender. É você a pessoa que irá me salvar?”.

Sem saber se tratava de uma brincadeira de mau-gosto e de uma verdadeira confissão de crimes, o homem que achou o bilhete o encaminhou à polícia. “É o tipo de coisa que você só vê em filmes. É assustador, para ser bem honesto”, disse ele à rede de televisão ABC, que noticiou o caso.

De acordo com a ABC, policiais da cidade de Raleigh, que fica no Estado da Carolina do Norte, disseram que o conteúdo da carta não bate com as características de nenhum caso de pessoas de desaparecidas registrados na região entre 2008 e 2010.O hotel em questão pertence à rede Sheraton, que não comentou o caso.

Com informações: UOL

Comentários

comentários