Biblioteca Isaías Paim realiza “Sábado da Acessíbilidade” com mostra de filmes audiodescritivos

Foto Divulgação
Foto Divulgação

Com o objetivo de ampliar a acessibilidade no âmbito das ações culturais inclusivas da Biblioteca Isaías Paim, será realizado o “Sábado da Acessibilidade”, uma mostra de filmes para o público geral, e principalmente às pessoas com deficiência visual e auditiva. No mês de outubro estão previstas exibições aos sábados (08 e 22/10). Serão exibidos filmes nacionais e documentários e as sessões acontecem às 14h com entrada franca.

Os filmes todos em audiodescrição possuem legendas descritivas. Aaudiodescrição é o recurso que permite a inclusão de pessoas com deficiência visual em cinema, teatro, etc. Já a legenda descritiva permite a inclusão dos deficientes auditivos a esses recursos.

A audiodescrição permite que aqueles que necessitam desses recursos recebam a informação contida na imagem ao mesmo tempo em que esta aparece, possibilitando que a pessoa desfrute de toda a obra, seguindo a trama e captando a subjetividade da narrativa, da mesma forma de alguém que tenha o sentido da visão. Assim como na legenda descritiva que possibilita aos deficientes auditivos através das imagens e legendas descritivas, o acesso a captação da narrativa com êxito.

Eleuzina Crisanto, coordenadora da Biblioteca Estadual Isaías Paim quer que todos participem desse projeto, inclusive as instituições que atendem as pessoas com deficiência auditiva e visual bem como destaca os esforços que estão sendo feitos no sentido de ampliar as ações culturais que a biblioteca desenvolve no âmbito da inclusão, “nossos esforços neste sentido visam atingir não apenas a proporcionar o acesso aos produtos culturais, mais também permitir que uma parcela da população que se encontra excluída, possa estabelecer um novo patamar de igualdade baseado na valorização da diversidade”, destaca Crisanto.

Programação

08 /10

Os Inquilinos- Os incomodados que se mudem (Sérgio Bianchi) – 14h

Válter (Marat Descartes) e Iara (Ana Carbatti) moram com os dois filhos, na periferia da cidade de São Paulo. Eles levam a vida normalmente, até a chegada de três rapazes que se tornam seus novos vizinhos. Iara passa a achar que, como eles não trabalham, devem ser bandidos. Pouco se sabe sobre a história do trio, apenas que eles costumam levar mulheres para casa e falam palavrões constantemente. Valter, que trabalha de dia e estuda à noite, pouco se importa com o que eles fazem e quer apenas dormir. Só que a tensão do dia a dia e o barulho que os vizinhos fazem de madrugada atrapalham seu sono. Classificação: não recomendado para menores de 14 anos.

Duração: 114min

Autodescrição/Legenda Descritiva (CC/AD)

22 de outubro/14hrs

Mutum (Sandra Kogut)

Mutum quer dizer mudo. Mutum é uma ave negra que só canta à noite. E Mutum é também o nome de um lugar isolado no sertão de Minas Gerais, onde vive Thiago e sua família. Com apenas dez anos é um menino diferente dos outros. Através do seu olhar enxergamos o mundo nebuloso dos adultos, traições, violências e silêncios. Seu único  amigo é Felipe seu irmão. Thiago será confrontado com este mundo, descobrindo-o ao mesmo tempo em que terá de aprender a deixá-lo.

Classificação livre

Duraçao : 99min

Autodescrição/Legenda Descritiva.

Serviço: A Biblioteca Pública Estadual Dr.Isaías Paim  está loccalizada na Av. Fernando Corrêa da Costa, 559 – no 2º Andar . As sessões acontecem aos sábados (08 e 22 de outubro) às 14h com entrada de graça.

Fundação de Cultura.

Comentários

comentários