Beto Pereira retorna ao PSDB com plano de se eleger deputado federal

O deputado estadual Beto Pereira se filiou nesta segunda-feira (25) ao PSDB, durante evento na Associação do Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul). O parlamentar retorna ao partido do qual foi filiado quando prefeito de Terenos (MS) com projeto de ser eleito deputado federal em 2018. “Fui eleito deputado estadual em 2014 e pretendo, no mínimo, continuar nesta missão que me foi passada pelos meus eleitores ou, quem sabe, chegar à Câmara dos Deputados”, disse ele depois do governador Reinaldo Azambuja assinar simbolicamente sua ficha de filiação.

Beto Pereira ladeado por Márcio Monteiro, Reinaldo e Neto (Foto: Edson Ribeiro )
Beto Pereira ladeado por Márcio Monteiro, Reinaldo e Neto (Foto: Edson Ribeiro )

Segundo Beto, ele chega ao partido para somar forças e acredita ser essencial lançamento de candidatura própria na disputa pela Prefeitura de Campo Grande este ano. Entretanto, Beto, que já sinalizou desejo de ser candidato, contudo no ninho tucano ele agora pondera. “O PSDB tem que ter candidatura própria na Capital e dentro do partido existem vários nomes. Tudo vai depender do partido querer lançar minha candidatura. Entendo que para isso é preciso realizar pesquisa qualitativa”, avalia deputado.

Beto já foi prefeito de Terenos – distante 28 quilômetros de Campo Grande. Ele se elegeu em 2004, pelo PMDB e em 2008 conseguiu pelo mesmo partido. Em julho de 2013, Beto se filiou ao Partido Democrático Trabalhista (PDT) para disputar eleições em 2014, quando se elegeu deputado estadual.

O deputado observou que ao longo de sua carreira política aprendeu a conviver com divergências, vitórias e derrotas, mas rechaçou “o partido que carrega com ele a figura de um homem só, que coloca o grupo a serviço de interesses pessoais em detrimento da população”.

O evento contou com a presença da alta cúpula tucana, como o governador Azambuja, o presidente regional e municipal do PSDB, Márcio Monteiro e Lívio leite, ex-senadores Ruben Figueiró e Valter Pereira (que é pai de Beto), deputados estaduais tucanos, deputado federal Elizeu Dionizio e Geraldo Rezende (PMDB), e prefeitos do PSDB

Márcio monteiro, no discurso preferiu dizer que “Beto se afastou temporariamente do PSDB. O lugar dele sempre esteve guardado e estamos envaidecidos em tê-lo de volta”

Comentários

comentários