Bernal sanciona leis que congelam salários de Marquinhos e vereadores

O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), sancionou as leis que fixam os salários do seu sucessor, Marquinhos Trad, da vice-prefeita eleita Adriane Lopes (PEN), dos secretários municipais, do procurador-geral, dos titulares das entidades da administração indireta, e dos vereadores. As leis foram publicadas nesta segunda-feira (26) no Diário Oficial de Campo Grande.

O prefeito Alcides Bernal (PP) (Foto: TV Morena)

Todos os salários foram congelados. Marquinhos Trad (PSD) receberá o mesmo que o seu antecessor: R$ 20.412,42. Já a vice-prefeita receberá R$ 15.308,66. Salários de secretários municipais, procurador-geral e titulares das entidades da administração indireta foram fixados em R$ 11.619,70.

Já os novos vereadores receberão R$ 15.031,76. O projeto não define, no entanto, as demais verbas dos parlamentares municipais, como as de caráter indenizatório. O teto salarial para os vereadores é de 75% da remuneração dos deputados estaduais. (Com informações G1).

Comentários