Bernal afirma que não tem dinheiro para pagar salário de dezembro e o 13º

Na manhã desta sexta-feira (9), o prefeito Alcides Bernal (PP) disse que a falta de recursos atinge também a folha salarial referente ao mês de dezembro e o 13º. Ele argumenta que se não tiver antecipação da receita do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), que existe a três anos, não terá com honrar os compromissos.

“A realidade é que não há dinheiro em caixa para o pagamento integral da folha salarial de dezembro e o 13º dos servidores”, afirmou.

Ontem o vice-presidente do TCE-MS (Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul), conselheiro Ronaldo Chadid, suspendeu a cobrança antecipada do IPTU após analisar o decreto que dispõe sobre a forma de lançamento e pagamento do tributo para o exercício 2017 no município de Campo Grande.

“A medida não prejudica a próxima administração, pois não chega a 10% o pagamento antecipado” alegou.

O prefeito ressaltou ainda que só a folha salarial da Prefeitura é de R$ 100 milhões, além de R$ 80 milhões da folha do 13º. Segundo ele, a situação das finanças da Prefeitura pode ficar ainda mais difícil se os contribuintes entenderem que não precisarão pagar o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) por conta das notícias de que o TCE (Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul) suspendeu o pagamento. “Isso só piora a situação”, comentou.

Comentários