Bernal faz balanço de 2015 e fala sobre as expectativas para 2016

Em entrevista ao programa Tribuna Livre, da Capital FM, e ao portal Página Brazil, o prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), anunciou algumas das vias que devem ser recapeadas dentro deste convênio: “as avenidas Marechal Deodoro e Bandeirantes e ruas Guia Lopes e Brilhante”, mas explicou que a proposta enfrenta resistência de alguns vereadores. Bernal defendeu a parceria “porque o Exército dá a garantia, pela qualidade e pela economicidade dessas obras”.

“Com relação à formalidade: lançar as licitações e se tudo transcorrer conforme nós estamos programando, até o período eleitoral nós estaremos essas obras lançadas e quem sabe, algumas já concluídas”, planejou.

O prefeito anunciou que pretende manter a decisão de ampliar o convênio com o Exército para a recuperação emergencial das principais ruas da Capital, na Operação Tapa-Buraco deve manter o convênio, apesar da pressão feita em contrário”, referindo-se não só a oposição de alguns vereadores, mas também à pressão feita por empreiteiras que possuem contratos com a prefeitura, que estariam sinalizando a possibilidade de demitir funcionários caso sejam preteridas no processo.

Bernal lamentou os danos causados pela chuva na capital, não apenas na malha viária, em função do olume de chuvas registrado desde o fim do ano passado: “A nossa cidade parece feita de açúcar. Chove, derrete, quando não derrete, o asfalto esfarela, há desbarrancamentos, alagamentos, é um problema sério a questão da drenagem, que nós vamos resolver de forma gradativa, com critério, com muito bom senso e com o consenso de todos que estão envolvidos neste caso.”

De acordo com o prefeito “já determinamos a recuperação de encostas, mandamos tapar os buracos, só que está chovendo muito. Todos os dias está chovendo e aí aumenta o número de buracos e a equipe não pode trabalhar em dia de chuva. Não se pode jogar asfalto em um buraco com água, será um dinheiro jogado fora, um serviço perdido. Não podemos permitir o “resserviço”. Temos que esperar o tempo melhor um pouco, para então lançarmos uma grande operação para recuperar o asfalto.

Bernal anunciou ainda a retomada do terceiro turno nas unidades de saúde municipal – como uma das medidas em um período de crise na saúde, com epidemias de dengue, chikungunya e zika vírusistema adotado durante a primeira etapa da gestão Bernal e retomada agora, em que consultas médicas poderão ser feitas até às nove horas da noite, nas unidades de saúde da capital. De acordo com Bernal, a medida visa “permitir que trabalhadores, passem por consultas médicas fora do horário comercial, sem precisarem se ausentar do serviço para isso”.

Silvio Ferreira

Comentários

comentários