Benedito Ruy Barbosa polemiza: “Odeio história de bicha”

O autor Benedito Ruy Barbosa, que está supervisionando “Velho Chico”, polemizou ao declarar na festa de lançamento de “Velho Chico”, na última segunda-feira (7), que “odeia história de bicha”, e ainda criticou, de maneira indireta, quem conte esse tipo de trama.

“Odeio história de bicha. Pode existir, pode aceitar, mas não pode transformar isso em aula para as crianças. Tenho dez netos, quatro bisnetos e tenho um puta orgulho porque são tudo macho pra cacete”, disse Benedito, causando desconforto em sua filha Edmara, que também escreve a novela das nove.

Ela pedia para que o pai parasse de falar sobre isso, mas foi repreendida: “Deixa eu falar, ué. É a minha opinião”.

300x188x4-56e07b20a8cbc5de82ebd3f8dc07c8ef28fc273f6a881

No entanto, ele nega que seja preconceituoso: “Não sou contra, não acho errado. O que acho é que quando eu tenho na mão 80 milhões assistindo minha novela, tenho que ter responsabilidade com as pessoas que estão me assistindo. Tenho que saber que tem muito pai que não quer que o filho veja, porque eles não sabem, não sabem como colocar. Muita gente reclama disso pra mim. O que não é justo é você transformar um cara normal que é bicha, o que não é bicha não é normal. A mulher que é sapatona é perfeita, a que não é sapatona não é legal. É assim que estamos vivendo”, reclamou Benedito Ruy Barbosa.

Em 2014, no lançamento do remake de “Meu Pedacinho de Chão”, ele tinha dito algo parecido: “Não escrevo cena de beijo gay. Tenho responsabilidade com o público que assiste novela. No interior, as pessoas não aprovam isso. Não estou dizendo que é certo ou errado, mas não é o tipo de coisa que eu concorde”.

“Velho Chico” tem sido vendida pela Globo como o “novo romance das nove” e saindo um pouco de histórias urbanas consideradas com “excesso de realidade” com núcleos de favelas e paisagens manjadas. A novela era para ter sido uma das 18h, mas a rejeição do público com “Babilônia” e até mesmo “A Regra do Jogo” fizeram a emissora mudar de ideia e apostar numa trama rural novamente às 21h.

“O Rei do Gado”, por exemplo, no ano passado, elevou as tardes da Globo no Ibope.

“Velho Chico” estreia na próxima segunda-feira (14).

Comentários

comentários