Bebê que nasceu após morte cerebral de mãe volta para respirador

Da Redação/JN

O pequeno Yago tem 3 meses de 21 dias e luta pela vida desde o primeiro dia em que chegou ao mundo e foi internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal, em Campo Grande. Agora, ele enfrenta mais uma batalha pela vida e teve de volta para o respirador desde o fim de semana por causa de uma infecção.

Yago é filho de Renata Souza Sodré, 22 anos, que teve morte cerebral na 18ª semana de gestação, mas foi mantida viva por 11 semanas na Santa Casa de Campo Grande até o parto, realizado no dia 31 de março deste ano.

Desde o dia 30 de janeiro, a grávida era mantida viva na Santa Casa. Ela teve um Acidente Vascular Cerebral (AVC) no dia 27 de janeiro e o diagnóstico de morte cerebral foi dado pelos médicos três dias depois.

Segundo o hospital, ele não tem mais previsão de alta e segue na UTI neonatal onde recebe antibiótico. O quadro dele é estável.

O pai do Yago, Eduardo de Noronha, visita o filho todos os dias e disse que está com o coração aflito e ansioso para levá-lo para casa.

Comentários

comentários