Basquete: Brasil para craque da NBA e vence a Grécia no Mundial

Agência EFE/JP

Antetokounmpo sofre com marcação dos jogadores brasileiros (Foto: Shi Tang/Getty Images)

A seleção brasileira masculina de basquete não se intimidou com a presença em quadra do ala-pivô Giannis Antetokounmpo, eleito o melhor jogador (MVP) da última temporada da NBA, e venceu a Grécia por 79 a 78, em um jogo dramático nesta terça-feira, 3, em Nanjing. Com o resultado, o time brasileiro garantiu classificação antecipada à segunda fase da Copa do Mundo da China.

Após superar a Nova Zelândia por 102 a 94, pela primeira rodada do grupo F, o time dirigido pelo croata Aleksandar Petrovic atuou em alto nível, contra um dos fortes candidatos a subir no pódio da competição.

A vitória, no entanto, veio de forma agônica, já que os gregos ficaram muito perto de tirar diferença de três pontos nos últimos quatro segundos, quando o armador Kostas Sloukas teve direito a três lances livres, após falta do ala Didi. O grego, no entanto, errou o último arremesso e o jogo acabou com rebote defensivo do pivô Cristiano Felício.

https://twitter.com/FIBAWC/status/1168882747135467522

O grande nome da partida foi o pivô Anderson Varejão, que fez 22 pontos, pegou nove rebotes e ainda distribuiu duas assistências. Além do veterano, os também experientes Marquinhos, Alex Garcia e Leandrinho foram bem, com 15, 13 e 13 pontos, respectivamente.

Outro a brilhar, mas pelo aspecto defensivo, foi o ala Bruno Caboclo, que foi um dos principais responsáveis pela marcação de Giannis Antetokounmpo, apesar de Petrovic ter aberto mão de um sistema individual de marcação sobre o astro do Milwaukee Bucks.

O melhor jogador da última temporada da NBA ficou quase 30 minutos em quadra, chegando próximo a dobrar o tempo da estreia, na fácil vitória sobre Montenegro, mas só anotou 13 pontos, pegou quatro rebotes e deu uma assistência. O cestinha grego, dessa forma, acabou sendo o ala-pivô Georgios Printezis, com 20 pontos.

Com a vitória de hoje, o Brasil chegou aos quatro pontos, contra três da Grécia e da Nova Zelândia, que bateu Montenegro mais cedo por 93 a 83. Na última rodada, mesmo que seja derrotado pela seleção da antiga república iugoslava, os comandados por Petrovic estarão na segunda fase.

Segundo o regulamento, o primeiro critério de desempate da fase de grupos é o confronto direto. O vencedor do jogo entre gregos e neozelandeses até poderá igualar os brasileiros, no entanto, levará a pior por ter sido derrotado anteriormente.

Vale lembrar que, os dois primeiros classificados do grupo avançam à segunda fase, em que se juntarão ao líder e vice-líder do grupo E, que tem Estados Unidos, Turquia, República Tcheca e Japão. Os resultados das três primeiras rodadas serão levados em conta na próxima etapa. O Brasil voltará a quadra para enfrentar Montenegro na quinta-feira, 5, às 5h (de Brasília).

Comentários