Bandidos entram na contramão e são presos por furto de veículo

Os irmãos Edson Roberto Gomes da Silva, 24 anos, e Erisson Roberto Gomes da Silva, de 21 anos, naturais de Maceió/Alagoas, foram presos na tarde desta sexta-feira (22), após serem detidos pela Polícia Boliviana com um carro que haviam  furtado em Corumbá.

Irmãos são de Maceió e estão em Corumbá há apenas três meses
Irmãos são de Maceió e estão em Corumbá há apenas três meses

Edson relatou que viu a chave do veículo cair do bolso da proprietária, em frente à escola municipal Ângela Maria Perez, parte alta da cidade, e que se aproveitou da distração para realizar o furto. “Eu estava passando, vi a chave cair do bolso, esperei ela sair, peguei a chave e tentei a sorte. Saí com o carro de lá, passei em casa, peguei meu irmão para dar uma volta e fui direto para a Bolívia. Lá, iria tentar vender para alguém, eu tentei a sorte só”, disse o autor ao confirmar que ele e o irmão estão na cidade há apenas três meses.

O veículo Corsa, modelo Classic, de cor cinza, modelo 2014/2015, foi recuperado por meio de parceria da Polícia Militar de Corumbá com a Polícia Boliviana. A PM recebeu a ocorrência do furto por volta das 10h30, realizou buscas, mas o veículo só foi recuperado na Bolívia, logo na entrada, a uns 50 metros da divisa entre os países.

Os policiais relataram que, como não conhecem a região de fronteira, os irmãos entraram pela contramão no Posto de Fiscalização da Receita Federal, e isso chamou a atenção dos policiais e dos condutores, pois eles não obedeceram a ordem de parada e seguiram em alta velocidade para o país vizinho. Lá chegando, a Polícia Boliviana já havia sido informada sobre o furto e conseguiu detê-los. Eles foram entregues à Polícia Militar, que logo os encaminhou à Delegacia de Polícia Civil para registro da ocorrência e da prisão em flagrante por furto, sendo que Erisson, já tem passagem por roubo.

O veículo ainda não foi trazido para o Brasil, ele está na sede da Polícia Boliviana e deve ser devolvido à proprietária após os trâmites legais. A funcionária pública, Rose Santos, de 42 anos, disse que o episódio serviu para ficar mais atenta.

“Não sei ao certo se a chave caiu do meu bolso, ou se esqueci na porta do carro. Só me dei conta do furto quando fui buscar algo no veículo e não o vi mais estacionado. Na escola em que trabalho, há câmeras de segurança. Observamos que um dos autores entrou no prédio, deu uma olhada e saiu em seguida. Agora é retirar o veículo da Bolívia, ter mais cuidado e agradecer a Deus porque não houve violência e também não tive danos materiais”, afirmou.

A Polícia Militar informou que em uma semana, três carros e duas motos furtadas ou roubadas, foram recuperadas.

Com Informações diarionline

Comentários

comentários