Bandido foi morto após assaltar soldado do Exército; comparsa segue internado

Alisson Balbueno Arcanjo, 21 anos, morto a tiros na noite de ontem (24) por um policial de folga, havia acabado de assaltar um soldado do Exército. O comparsa, Giovane Espíndola Vera, 23 anos, que também foi ferido, passou por procedimento cirúrgico e está internado na Santa Casa.

Tentativa de roubo ocorreu no Jardim Panamá.
Tentativa de roubo ocorreu no Jardim Panamá.

De acordo com informações do delegado Carlos Delano, da Delegacia Especializada em Repressão a Roubos e Furtos (Derf), dois policiais de folga estavam passando pela região, quando acabaram presenciando o crime. “A vítima estava andando pela rua Otávio Mangabeira, no Jardim Panamá, quando foi abordado pelos bandidos que estavam em uma motocicleta. Um dos policiais que estava armado se identificou e mandou que os bandidos colocassem as mãos na cabeça. Nesse momento, Giovane, que estava na garupa da moto, apontou uma arma contra o policial. Ele reagiu e disparou contra os bandidos”, explicou.

Um capitão do Exército que mora nas redondezas foi até o local após ouvir os disparos e, com o próprio carro, socorreu os bandidos e levou para a Santa Casa. Alisson, que estava pilotando a motocicleta, não resistiu aos ferimentos e morreu após dar entrada no hospital. Giovane segue internado na ala vermelha.

Moto utilizada no crime pertence a policial militar. Foto: Ivan Silva
Moto utilizada no crime pertence a policial militar. Foto: Ivan Silva

Um revólver calibre 32 utilizado pelos bandidos foi apreendido pela polícia com cinco munições intactas e duas deflagradas. Ainda segundo informações da polícia, a motocicleta que estava em posse da dupla pertence a um policial militar.

Alisson tinha passagem pela polícia por receptação, enquanto Giovane já havia sido preso várias vezes por porte irregular de arma de fogo, furto, roubo e apropriação indébita.

 

Comentários

comentários