Bandido é morto por policiais após sequestrar motorista de aplicativo

Da Redação

Suspeito foi morto na madrugada deste domingo (24) (Foto: Divulgação)

Um homem foi morto e uma mulher foi presa na madrugada deste domingo (24), após sequestro relâmpago com cárcere privado de motorista de aplicativo de 39 anos. O crime ocorreu na entrada da favela Morro de Mandela, em Campo Grande.

Segundo informações do boletim de ocorrência, policiais do Batalhão de Choque receberam denúncia de que duas pessoas, sendo uma armada com arma de fogo, levavam um homem, com os braços amarrados, para uma região de mata.

Os policiais foram até o local e encontraram a vítima no chão, o bandido armado e a mulher de comparsa. Foi dada voz de prisão ao autor, que tentou fugir e fez diversos disparos contra os policiais. Eles revidaram e atingiram o suspeito. 

Claudinei da Silva Lopes, 31 anos, foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo. A comparsa dele, Laisa Daiane do Nascimento Silva, 28 anos, foi presa em flagrante.

Conforme os policiais, Claudinei era membro do PCC (Primeiro Comando da Capital). Laisa, que devia R$ 650 para a facção, confessou que aceitou participar do crime pois teria a família morta se recusasse, segundo ameaças de Claudinei.

O outro comparsa do grupo fugiu com o veículo, mas o carro foi recuperado pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) próximo à cidade de Miranda, a 208 quilômetros da Capital.

O sequestro

O motorista de aplicativo, de 39 anos, contou à polícia que foi acionado para fazer uma corrida em frente ao Burger King da Avenida Afonso Pena. 

No local, dois homens e uma mulher entraram em seu veículo, um Toyota Etios de cor branca. Durante o trajeto, o trio anunciou o roubo e levou a vítima para o local onde foi encontrada.

Comentários