Banco demite equipe após vídeo zombando de execuções do EI vazar

Imagens mostram funcionário vestido com um macacão laranja, roupa que o Estado Islâmico obriga vítimas a usar

Inglaterra – O HSBC demitiu seis funcionários de sua equipe em Birmingham, na Inglaterra, após um vídeo que mostra os homens encapuzados encenando uma execução do Estado Islâmico vazar. As imagens foram publicadas em uma rede social e deletadas em seguida, mas o “The Sun” conseguiu recuperá-las.

 Funcionários do HSBC foram demitidos após aparecerem zombando de execuções do Estado Islâmico em vídeo Foto: Reprodução Internet

Funcionários do HSBC foram demitidos após aparecerem zombando de execuções do Estado Islâmico em vídeo Foto: Reprodução Internet

O vídeo mostra um dos funcionários vestido com um macacão laranja, roupa que os terroristas costumam fazer suas vítimas usarem. Um dos homens grita “Allahu Akbar” (“Deus é grande”, em árabe) e finge executar o “prisioneiro”. O vídeo foi filmado em um evento de funcionários em um dos prédios da empresa.

O banco se desculpou nesta segunda-feira pelo comportamento dos empregados e declarou que “não tolera” esse tipo de atitude, acrescentando que os seis foram demitidos.

Execuções

As execuções cada vez mais bárbaras do Estado Islâmico têm aterrorizado pessoas mundo afora. Nesta segunda-feira, foi divulgado que dois jovens ativistas foram executados pelo Estado Islâmico em Raqqa, na Síria, em uma tentativa de calar as denúncias contra o grupo.

Bashar Abdul Atheem e Faisal Hasan Al Habib, tinham 21 anos cada, e trabalhavam contra o grupo através da Internet. O EI divulgou um vídeo que mostra os dois amarrados à uma árvore antes de serem executados.

O DIA

Comentários

comentários