Azambuja destaca enfrentamento da crise como fator para reeleição: ‘Conseguimos organizar o estado’

Michael Franco

Governador Reinaldo Azambuja nos estúdios da Capital 95 FM (Foto: Michael Franco)

Nesta terça-feira (11), o programa Tribuna Livre deu sequência a rodada de entrevistas com os candidatos ao governo de Mato Grosso do Sul, em parceria com o Página Brazil. O convidado do dia foi o candidato à reeleição pelo PSDB, Reinaldo Azambuja. Segundo ele, o merecimento de um segundo mandado, se dá em decorrência do enfrentamento da crise sem prejuízo econômico aos cofres públicos.

“Fizemos um governo em um dos piores momentos do país. Enfrentamento, crise, dificuldades e atitudes, governo se não tomar atitude acaba prejudicando a população. Atitudes até impopulares que nós tivemos que tomar […] Queremos continuar e consolidar esse trabalho que permeou pelos 79 municípios do estado, como a regionalização da saúde”.

O governador ressaltou ainda a organização estrutural feita em sua gestão. “Nós conseguimos organizar o estado. O estado é hoje gerador de empregos, no último mês de julho Mato Grosso do Sul foi o segundo do país em geração de empregos positiva e foi o maior crescimento de geração de empregos em relação a 2012 quando ainda tínhamos pleno emprego”.

Ao comentar a Educação de Mato Grosso do Sul, Azambuja afirmou que o avanço foi “crucial”, no pagamento de melhores salários e valorização profissional. “O professor de MS tem a melhor remuneração do país, isso é para 100% e que vai ser crescente porque pactuamos uma lei, que até 2021 vamos dobrar esses valores”.

Na Segurança Pública, o governador, mais uma vez, criticou o governo Federal destacando grandes investimentos na Copa do Mundo e Olimpíadas, no entanto, negligenciando os estados. “Estamos abandonados, o governo federal não faz nada na fronteira, esta aberta, escancarada. Se não é a presença das Forças Estaduais seria pior. É o estado que mais apreende drogas, que mais apreende armas, fica com preso do tráfico e ainda paga por esses presos”.

Sobre as propostas para o futuro, Azambuja deseja ampliar as políticas públicas implantadas na atual gestão aliadas à novas ações. “Os avanços no setor educacional, ampliação das escolas em tempo integral, vamos ampliar isso. Consolidar a regionalização, manter a estrutura de apoio às cidades, setor habitacional destravamos […] então é um governo presente nas cidades, parceiro, enfrentando a crise”.

Confira a entrevista completa do candidato Reinaldo Azambuja do PSDB:

 

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here