Ayache declara apoio a Rose e diz que adversário deveria ter vergonha de falar de saúde

“O outro lado administrou Campo Grande por 16 anos. E qual a saúde que temos hoje? Eles deveriam ter vergonha de falar sobre saúde”. A declaração é do presidente da Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores de Mato Grosso do Sul), o médico Ricardo Ayache, do PSB (Partido Socialista Brasileiro). A afirmação foi feita nesta quarta-feira (19), durante reunião no Comitê Central da campanha de Rose.

PSB declarou apoio à candidata da coligação Juntos por Campo Grande
PSB declarou apoio à candidata da coligação Juntos por Campo Grande

“Sabe a herança que esse grupo deixou? O Gisa, o sistema de informática de R$ 10 milhões que não foi implantado. E agora dois deles estão com os bens bloqueados pelo Ministério Público Federal”, prosseguiu Ayache, no encontro em que lideranças do PSB declararam apoio à candidatura da tucana, que concorre pela coligação Juntos por Campo Grande (PSDB-PR-PDT-PSB-PRB-PSL-SD). “A Rose tem palavra e isso é muito importante para quem vai gerenciar a vida de 800 mil pessoas. Ela é a escolha certa para fazer o campo-grandense voltar a ter orgulho da cidade em que vive”.

A reunião ainda teve a presença do candidato a vice-prefeito Cláudio Mendonça, do vereador reeleito Carlão, o presidente do Detran-MS, Gerson Claro, e do Secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, José Carlos Barbosa, que é deputado estadual licenciado.

“Nós precisamos de mudança de verdade, porque hegemonia é uma mesma família no poder comandando uma cidade há anos”, disse Gerson Claro. “O governo de Rose não tem cheiro de corrupção e nós temos orgulho de falar que apoiamos e votamos na Rose”, finalizou

Comentários

comentários