Avião suspeito sobre o Pantanal de MS é interceptado pela FAB

Lúcio Borges

A FAB (Força Aérea Brasileira) realizou uma ação com sucesso e divulgou logo depois, na manhã desta quarta-feira (25), que barrou ou na linguagem militar, fez uma interceptação de uma aeronave no ar em território de Mato Grosso do Sul, sob o Pantanal. O avião não respondeu e já no radar ficou sob suspeita de tráfico de drogas, a cerca de 150 km de Corumbá, próximo à fronteira com a Bolívia.

A informação foi divulgada no Twitter oficial da FAB e afirma que na missão foi empregado um avião A-29 Super Tucano. A ação faz parte da Operação Ostium, que combater o narcotráfico nas fronteiras com a Bolívia e o Paraguai. Realizada desde o início de 2017, o objetivo é coibir voos irregulares que possam estar ligados a crimes como o narcotráfico.

Em março deste ano, tropas e equipamentos de última geração foram enviados para as cidades de Chapecó (SC), Corumbá (MS), Dourados (MS), Campo Grande (MS), Cascavel (PR) e Foz do Iguaçu (PR), para atuar na região de fronteira com Paraguai, Argentina e Bolívia.

Segundo a FAB, o resultado da primeira etapa da ação foi uma média de quatro interceptações de aviões irregulares por dia, apenas nessas regiões.

Via Brasília

As ações estão sendo coordenadas a partir do Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), localizado em Brasília (DF), e fazem parte do Programa de Proteção Integrada de Fronteiras (PPIF), do Ministério da Defesa.

Comentários