Audiência que discute fechamento do Centro Pediátrico será realizada dia 25

Diante do debate sobre a proposta de fechamento do Cempe (Centro Médico Pediátrico), atualmente instalado no prédio do Hospital Sírio-Libanês, na avenida Afonso Pena, o vereador Eduardo Cury (PTdoB), que também é médico pediatra, considerou que é preciso separar o aspecto emocional – do merecido atendimento que crianças e mães precisam ter -, do aspecto prático da inadequação do prédio, apontada pelo Ministério Público e Vigilância Sanitária.

Foto Silvio Ferreira
Cury concorda que prédio não tem condições foto Silvio Ferreira

“A proposta de disponibilizar um Centro de Atendimento Pediátrico no Centro é louvável, mas não podemos defender o seu funcionamento em condições irregulares e ilegais. Quem se responsabilizará na hipótese de um incêndio em um prédio cheio de crianças, que tem apenas uma saída? O prédio é particular, não pode ser reformado pela prefeitura. Então defendo que o Poder público tome as medidas cabíveis”, finalizou.

A audiência pública que discutirá a possibilidade de fechamento do Cempe, que seria realizada nesta sexta-feira (18), foi adiada para o próximo dia 25.

Comentários

comentários