Ato a favor da Lava Jato e contra a corrupção reúne 6 mil na Capital

A manifestação contra a mudança no texto, aprovado pela Câmara dos Deputados, do que ficou conhecida como ‘As Dez Medidas contra a Corrupção’, conta com seis mil manifestantes, concentrados na Avenida Afonso Pena, em frente a Praça Rádio Clube, em Campo Grande. O Grupo, que acompanha um trio elétrico, começou as 17 horas a caminhada até até o MPF (Ministério Público Federal), na mesma avenida.

Manifestantes se concentram na Avenida Afonso Pena Foto Paulo Francis
Manifestantes se concentram na Avenida Afonso Pena Foto Paulo Francis

O ato acontece em diversas cidades do País, levando milhares às ruas. Na Capital, o protesto começou com quase 200 pessoas na Praça do Rádio, mas aumentou em menos de uma hora.

Boneco do presidente do Senador Rean Calheiros e levado no protesto Foto Tatiane Lavor
Boneco do presidente do Senador Rean Calheiros e levado no protesto Foto Tatiane Lavor

Quem aderiu ao protesto defende o juiz Sérgio Moro e a Operação Lava Jato, além da prisão do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB/AL). Alguns chegam a pedir intervenção militar.

Os manifestantes começaram a caminhada no canteiro da Avenida Afonso Pena, entre as ruas Pedro Celestino e a Padre João Crippa. De lá, eles seguem para o MPF, onde hastearão a bandeira do Brasil e transmitirão a manifestação ao vivo.

Os manifestantes estão, em sua maioria, com camisas verde e amarelo e da seleção brasileira de futebol. Eles carregam faixas e cartazes contra a corrupção e gritam palavras de ordem, puxadas pelo locutor do trio elétrico.

Comentários