Ativista ambiental, Greta Thunberg é nomeada “Pessoa do Ano” pela revista Time

Da Redação

A jovem ativista ambiental Greta Thunberg, de 16 anos, foi nomeada “Pessoa do Ano” de 2019 pela revista Time. O anúncio foi feito pela publicação nesta quarta-feira (11). “Ela se tornou a maior voz na maior questão que o planeta enfrenta este ano, vindo essencialmente de lugar nenhum para liderar um movimento mundial”, disse o editor-chefe da Time, Edward Felsenthal, ao site “Today”, acrescentando que Thunberg é a escolha mais jovem da revista para ser nomeada como pessoa do ano.

Greta Thunberg foi escolhida a personalidade de 2019 pela ‘TIME’ Foto: Reprodução.

O ativismo da jovem sueca ganhou destaque durante a Cúpula da Ação Climática das Nações Unidas, em setembro. Na ocasião, Greta apresentou, juntamente com outros 15 jovens de diferentes países do mundo, uma denúncia contra Alemanha, Argentina, Brasil, França e Turquia, alegando que esses países violam os direitos humanos dos jovens ao não adotarem medidas adequadas contra as mudanças climáticas. No mesmo fim de semana, Greta liderou um movimento contra mudanças climáticas que se espalhou por 139 países.

Sua atuação lhe rendeu admiração – mas também críticos. Ela foi um dos indicados ao Prêmio Nobel da Paz de 2019, mas não foi a vencedora porque, entre outros argumentos, “não há consenso científico de que exista uma relação linear entre mudança climática — ou escassez de recursos, de maneira mais ampla — e conflitos armados”, segundo explicou Henrik Urdal, chefe do Instituto de Pesquisa da Paz de Oslo.

Por outro lado, ela foi amplamente criticada pelo tom catastrófico que dá às questões ambientais. Em agosto, quando disse que os “incêndios da Amazônia são devastadores”, foi alvo de duros comentários de autoridades e personalidades brasileiras. O deputado Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, postou uma foto falsa da garota em suas redes sociais e fez chacota do discurso da ativista.

Greta e o presidente Jair Bolsonaro trocaram farpas nesta semana em que a COP25, evento global sobre o clima que o Brasil se recusou a sediar, está ocorrendo em Madri. Bolsonaro a chamou de “pirralha” e questionou a imprensa por dar voz à jovem. Em resposta, ela alterou a descrição de seu perfil no Twitter para “pirralha”.

Comentários