Atirador de Munique não tem elo com o Estado Islâmico, diz polícia

Autoridades alemãs indicaram neste sábado (23) que o homem que na véspera disparou e matou nove pessoas em um shopping em Munique não tem vínculos com o grupo Estado Islâmico (EI).

Policiais realizam operação na estação de metrô Karlsplatz nos arredores do shopping center Olympia-Einkaufszentrum, na sequência de um tiroteio em Munique, na Alemanha - 22/07/2016 (Andreas Gebert/DPA/AFP)
Policiais realizam operação na estação de metrô Karlsplatz nos arredores do shopping center Olympia-Einkaufszentrum, na sequência de um tiroteio em Munique, na Alemanha – 22/07/2016 (Andreas Gebert/DPA/AFP)

“Partimos do princípio de que este caso se trata de um ato clássico de um desequilibrado sem nenhum tipo de motivação política”, afirmou o representante do ministério Público, ao falar do autor do ataque, um jovem de 18 anos e dupla nacionalidade, alemã e iraniana, que se suicidou após o tiroteio.

“Não há absolutamente qualquer vínculo com o Estado Islâmico”, declarou, por sua parte, o chefe da polícia de Munique, Hubertus Andrä.

A polícia encontrou indícios que indicariam que o jovem sentia fascínio pelos assassinatos em massa e que juntava informações sobre autores de chacinas, como livros e artigos de jornais.

O atirador de Munique padecia de uma forma de depressão, assinalou, por sua vez, o promotor da cidade, Thomas Steinkraus-Koch, pedindo prudência sobre as informações que indicavam que o jovem teria estado submetido a um tratamento psiquiátrico. (Folha.com)

Comentários

comentários