Ex-assessor conta que Odilon guardava dinheiro oriundo de apreensões em cofre pessoal do gabinete

Michael Franco

Juiz Federal aposentado Odilon de Oliveira (Foto: Elivelton Almeida)

A quatro dias das eleições, o candidato ao governo de Mato Grosso do Sul, Juiz Odilon (PDT) sofreu outra acusação. O ex-assessor do juiz aposentado e ex-diretor da secretaria da 3ª Vara Federal em Campo Grande, Jedeão Oliviera, contou em entrevista ao Jornal Midiamax que o dinheiro de apreensões oriundas do tráfico não era depositado em contas bancárias oficiais da Justiça porque Odilon não permitia. “O juiz Odilon não era uma pessoa, pronta para atender ordens do tribunal”, afirmou Jedeão.

Ainda na entrevista concedida ao Midiamax, Jedeão negou ter desviado R$ 11 milhões da Vara, explicando que não tinha uma vida que condizia com o valor supostamente tirado da justiça. “Eu nem sei como chegaram nesse valor, primeiro fato. Eu faço uma conta bem simples, onze milhões divididos durante 21 anos, é mais de 500 mil por ano e 500 mil divididos por 12 meses, é mais de 40 mil por mês. Como é a vida de uma pessoa com 40 mil reais, além do seu salário todos os meses durante 21 anos. Não é definitivamente a vida que elvei nesse período”.

Outro ponto revelado por Jedeão foi a existência de dois cofres na Vara em que Odilon era titular. De acordo com o ex-assessor um deles era uma sala-cofre, com um sistema que permitia a abertura da porta com a presença de no mínimo duas pessoas. E outro cofre ficava no gabinete de Odilon, era à prova de fogo e tinha o tamanho de um armário. “único juiz que possuía esse tipo de cofre nos gabinetes”.

No cofre de Odilon ficava o “dinheiro que era para ser convertido em real”, fruto de apreensões determinadas pelo próprio magistrado, em que o caminho natural seria a transferência para contas bancárias da Justiça. “Ele fazia o que queria”, disse Jedeão.

O ex-diretor de secretaria afirmou ainda que tem certeza que o próprio  Odilon vazou a história do desvio de R$ 11 milhões da Vara Federal.

Juiz Odilon

Em entrevista concedida ao programa Capital Meio Dia, da rádio Capital 95FM, no dia 18 de setembro, o candidato Juiz Odilon afirmou que descobriu o esquema ilícito de Jedeão e, por isso, o demitiu. O candidato contou ainda que seria uma espécie de vingança do ex-assessor, o conjunto de declarações à imprensa.

“O Jedeão é um criminoso, que pilhado, descoberto, ele foi por mim demitido. Fiz o relatório e encaminhei para a advocacia da união para entrar com as ações de idenização e foram ajuízadas umas três ou quatro ações para recuperação do que ele roubou. Agora, nessa época política, eu me revelando candidato, surge essa pessoa a título de vingança e compondo personagens de uma armação política, fazendo acusações fantasiosas.

Confira a declaração de Odilon de Oliveira na íntegra:

CAPITAL MEIO DIA – 18 DE SETEMBRO

Posted by Capital 95 FM on Tuesday, September 18, 2018

Comentários