Assembleia tem pauta cheia, incluindo convocação das três CPIs em andamento

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul tem pauta cheia ao longo desta semana, cujos trabalhos começam nesta terça-feira (15) com a realização de sessões ordinárias e andamento dos trabalhos das três CPIs (Comissão Parlamentar de Inquérito) criadas pela Mesa Diretora da Casa para investigar temas distintos.

Assembleia tem agenda lotada (Foto: ALMS)
Assembleia tem agenda lotada (Foto: ALMS)

Nesta terça, a CPI dos Combustíveis ouve o coordenador do Procon (Superintendência para Orientação de Defesa do Consumidor) de Dourados, Rosemar Mattos de Souza, e o empresário Marcos Paulo Persinato.

Fazem parte da comissão os deputados Barbosinha (PSB), João Grandão (PT), Maurício Picarelli (PSDB), Angelo Guerreiro (PSDB) e Beto Pereira (PSDB).

O objetivo é investigar eventuais irregularidades nos preços praticados na distribuição e comercialização de combustíveis e denúncias de supostas formações de cartel em alguns municípios do Estado.

Na quarta-feira (16), a partir das 14h, no Plenário Deputado Júlio Maia, quatro pessoas devem prestar esclarecimentos à CPI que investiga a atuação do Comi (Conselho Indigenista Missionário). A comissão é formada pelos deputados Mara Caseiro (PSDB), Marquinhos Trad, Paulo Corrêa (PR), Pedro Kemp (PT) e Onevan de Matos (PSDB).

As atividades da CPI que investiga a ação/omissão do Estado nos casos de violência praticados contra os povos indígenas entre 2000 e 2015 estão marcadas para às 14h de quinta-feira (17), também no Plenário Deputado Júlio Maia. Deverão ser ouvidos os indígenas Antônio Hilário Aguilera Urquiza e Neymar de Souza e o coordenador regional da Funai (Fundação Nacional do Índio) de Dourados, Vander Mishijima.

Os deputados João Grandão, Mara Caseiro, Antonieta Amorim (PMDB), Paulo Corrêa e Professor Rinaldo (PSDB) são membros da comissão. Ainda na quinta-feira, às 13h, no Plenarinho, o Conselho Estadual das Cidades fará sua reunião ordinária.

Comentários

comentários