Assassino confesso de jornalista diz que ‘queria dar um susto nele’

João Rodrigues Lopes, de 59 anos, foi preso no Jardim Colúmbia, em Campo Grande, no fim da tarde desta terça-feira (27), suspeito de matar a tiro o ex-escrivão e jornalista, Nicodemos Moura Rodovalho de 53 anos, no bairro Nova Lima.

Segundo a polícia, condutor do carro estava sozinho no momento do disparo (Foto: Gabriela Pavão/G1 MS)

Nicodemos estava dirigindo e perdeu o controle da direção do veículo depois de ser atingido por um tiro na cabeça. Em seguida, bateu a frente do carro no muro de uma casa na rua Jaime Silveira. O morador do imóvel, o aposentado Jaime Leite, 67 anos, se assustou com a batida.

Segundo o delegado Valdir Benetti, da 2ª Delegacia de Polícia, o suspeito estava escondido em uma residência. O bairro onde ocorreu o crime é próximo de onde foi localizado o suspeito.

Lopes confessou o crime e disse que intenção era apenas assustar a vítima. Segundo ele a pivô do assassinato foi uma jovem, com quem ele tem uma filha de 4 anos e que também teria um relacionamento com a vítima. Segundo Lopes a mulher estaria sendo perseguida e ameaçada pelo jornalista.

João Lopes tentou despistar a polícia deixando o veículo usado no crime, um VW/Gol, na casa de outra pessoa, mas foi localizado e confessou ser o autor dos disparos.

Comentários