Assalto a comerciante foi encomendado de dentro do presídio

O assalto registrado na manhã de quarta-feira (3) e que quase resultou na morte de Waldomiro Cardoso, 45, dono de um box de camelô na rua João Rosa Góes, Centro de Dourados, foi encomendado de dentro da PED (Penitenciária Estadual de Dourados). Duas pessoas foram presas e uma continua foragida. O interno Edimilson Souza de Carvalho, 27, acabou detido e levado ao 1º Distrito Policial para depor.

Fábio e Renato foram presos e Wellington no detalhe - Foto: Osvaldo Duarte
Fábio e Renato foram presos e Wellington no detalhe – Foto: Osvaldo Duarte

As ações ocorreram entre ontem e hoje, durante trabalho conjunto de policiais civis do SIG (Serviço de Investigações Gerais) e da Defron (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira).

Segundo as informações apuradas pelo Dourados News, Renato Souza Donatti, 26, morador no Parque Alvorada, Fábio Garcia Pereira, 20, residente no Jardim Itália acabaram presos por envolvimento no crime. Wellington Henrique da Silva, 20, o ‘Negão’, está foragido do Presídio Semiaberto de Dourados.

4enco

De acordo com a ocorrência, na manhã de quarta, Renato teria dado suporte aos outros dois criminosos. A intenção do grupo era roubar uma joia da vítima a mando de Edimilson.

Durante a ação dos assaltantes, Cardoso teria reagido e acabou atingido por dois tiros. Ele foi encaminhado para o Hospital do Coração por populares e depois levado ao Hospital da Vida e seu estado de saúde inspira cuidados.

Após os disparos, ainda conforme a polícia, Wellington correu e acabou abordando uma mulher dentro de um Toyota Corolla, na avenida Weimar Gonçalves Torres. De lá, ele a obrigou a levar até a rua Rui Barbosa, na Vila Cachoeirinha, onde saiu do veículo e fugiu.

O outro suspeito deixou o local no carro conduzido por Renato. No momento da prisão da dupla, a polícia ainda encontrou com Renato o revólver calibre 22.

Eles foram levados para o 1º Distrito Policial de Dourados, onde serão ouvidos.

Comentários

comentários