Assalto à mão-armada na agência dos Correios durou 25 minutos

O assalto à agência dos Correios de Sidrolândia, que fica na Rua a Lucia de Souza Melo, pode ter rendido aos marginais R$ 10 mil. Segundo relatos de um funcionário que testemunhou a ação, os bandidos ficaram 25 minutos na agência, aonde chegaram por volta das 11h30, minutos antes da repartição ser fechada para o intervalo de almoço.

 O atendimento na agência foi suspenso no período da tarde para que a perícia da Polícia Civil fizesse os levantamentos, na perspectiva de conseguir alguma digital de alguns dos bandidos Foto: Reginaldo Mello/Região News

O atendimento na agência foi suspenso no período da tarde para que a perícia da Polícia Civil fizesse os levantamentos, na perspectiva de conseguir alguma digital de alguns dos bandidos Foto: Reginaldo Mello/Região News

Durante todo o tempo que ficaram na agência, os cinco funcionários e um cliente foram mantidos sob a mira de revolveres calibre 38. Eles insistiam para que o tesoureiro, Luiz Andes Carvalho, de 36 anos, abrisse o cofre e só foram embora após se convencerem de que o funcionário não tinha senha para destravar o sistema de segurança.

O tesoureiro diz que em 11 anos como funcionário, esta foi a primeira vez que viveu uma situação tão tensa. “Graças a Deus tudo acabou”, diz aliviado. O atendimento na agência foi suspenso no período da tarde para que a perícia da Polícia Civil fizesse os levantamentos, na perspectiva de conseguir alguma digital de alguns dos bandidos.

Pela descrição feita pelos funcionários, o grupo pode ser o mesmo que praticou em março outros dois assaltos a agências dos Correios e Telégrafos no interior do Estado. O que chama atenção das autoridades policiais é fato de nas três ocorrências, ter havido a participação de três homens que agiram na hora do almoço.

No dia de 8 março, o alvo foi a agência de Terenos, onde os marginais entraram por volta das 11 horas da manhã e levaram R$ 25 mil. Já no dia 31, três homens invadiram a agência de Ribas do Rio Pardo, de onde levaram R$ 100 mil. Nesta ocorrência, os marginais fugiram no carro do gerente da agência, um VW Voyage de cor branca, placas HRY 0795. (Com Informações Região News)

Comentários

comentários