Árbitro admite não ter visto pênalti, critica Zeca e relata apoio da CBF

Flávio avalia ter cometido um erro: não expulsar Zeca

Flavio Rodrigues Guerra (Foto: Divulgação)
Flavio Rodrigues Guerra (Foto: Divulgação)

O árbitro Flavio Rodrigues Guerra admitiu não ter visto o pênalti em Vagner Love nos minutos finais de Corinthians x Santos. A penalidade foi assinalada após aviso do auxiliar. Zeca chutou Love dentro da área.

Ao UOL Esporte, o juiz diz que recebeu apoio do diretor presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, Sérgio Corrêa, por ter tomado a decisão acertada.

Flávio avalia ter cometido um erro: não expulsar Zeca. O árbitro faz críticas ao lateral santista. O juiz acrescenta que mesmo não tendo acompanhado a jogada polêmica por completo, a expulsão de David Braz ocorreu por reclamação.

UOL Esporte – Você não viu o lance e pediu ajuda do auxiliar? 

Isso. No primeiro momento eu não dei o pênalti. Quem me avisou foi o Rogério Zanardo. O Vagner Love consegue chutar a bola. Eu aguardo este momento porque se a bola entra, o gol seria tranquilo. Então quando ele chuta [Love] e o goleiro rebate, aí o Zanardo grita: ‘Pênalti, pênalti!’

Se você decidiu dar pênalti, por que não expulsou o Zeca?

Nesse momento [do choque entre Love e Zeca], chega um monte de jogador. Aí ficou esta dificuldade para gente definir quem tinha feito o pênalti. O assistente não conseguiu ver a camisa do jogador, mas identificou o pênalti, por isso que a gente não expulsou o Zeca. Se eu tivesse visto que foi o Zeca, claro que eu teria expulsado.

Como avalia a participação da arbitragem?

Estamos tranquilos. Consciência tranquila. O pênalti foi corretamente marcado

O Zeca acusou a arbitragem de ‘inventar’ pênalti. Depois, já no vestiário, ele confessou ter feito pênalti.

Como você vê essa postura do lateral?

É incrível isso. O jogador que fez o pênalti sai do campo dizendo que não foi nada e depois chega lá todo bonitinho e disse: ‘Agora eu vi que foi pênalti’. Isso depois de ter falado um monte de coisa dentro do campo, tentando transferir a responsabilidade.

Por que expulsou David Braz?

Quando eu marco o pênalti, o David Braz já vem na minha direção e me ofendendo, xinga, fala. Está na súmula. Ele aponta para o assistente e fala bastante coisa. Não houve engano na expulsão do Braz, até porque não tínhamos visto quem tinha cometido o pênalti. Expulsei por reclamação

O presidente do Santos, Modesto Roma, te acusou de “falsidade ideológica”, entendendo que você colocou David Braz na súmula para encobrir erro próprio.

Você vê como que é, a transferência de responsabilidade, não foi pênalti claro? O time perdeu o jogo na bola e querem transferir para a arbitragem. Quem teve falsidade ideológica foi o Zeca

Você teve contato com a CBF após a polêmica no clássico?

Sim, falamos sim, ele entendeu o lance. O Sergio Corrêa nos tranquilizou e deu os parabéns pelo jogo. Clássico é sempre difícil. Ele deu parabéns e pediu para gente continuar treinando e melhorando. A decisão foi acertada e o quarteto está bem tranquilo. O presidente da comissão de arbitragem passou esta tranquilidade para gente e está dando todo o apoio”

UOL

Comentários

comentários