App amplia ‘todos no ônibus’ visando garantir a cadeirantes embarque seguro

Lúcio Borges

A Prefeitura de Campo Grande anunciou a criação ou ampliação de um aplicativo ‘todos no ônibus’, para dar a cadeirantes um embarque seguro no transporte coletivo da Capital. Conforme dados, a ação pode atingir a pelo menos 5 mil pessoas, que hoje tem mobilidade reduzida por alguma deficiência e que se deslocam em cadeiras de rodas no município. O APP já vem sendo usado desde começo do ano, quando foi lançado aos usuários em geral. A partir de agora, esse grupo de usuários do coletivo também poderá fazer uso da ferramenta “Todos no ônibus”, com a Agetec (Agência Municipal de Tecnologia da Informação e Inovação) disponibilizando o novo perfil do aplicativo para atender a esse público específico.

A ferramenta está em consonância com a Lei 13.146, de 6 de julho de 2015, também chamada Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência ou Estatuto da Pessoa com Deficiência, que traz uma série de benefícios para quem tem limitações, sejam físicas, mentais ou sensoriais.

O diretor-presidente da Agetec, Paulo Fernando Garcia Cardoso, destacou hoje no lançamento da ampliação do aplicativo, que foi criado no primeiro momento para atender pessoas com algum tipo de deficiência visual, agora foi desenvolvido no sentido de permitir que todos os cidadãos tenham acesso ao transporte público coletivo. “Não visamos números, mas sim a funcionalidade e eficiência do aplicativo em benefício das pessoas. A nossa intenção é fazer com que todos os cidadãos em Campo Grande tenham condições de utilizar o transporte público”, justifica Cardoso.

O teste piloto do aplicativo para atender os cadeirantes teve início no mês de agosto e, segundo Cardoso, embora a ferramenta já esteja disponível, a Agetec acompanha de perto a utilização da mesma, a fim de garantir que os usuários sejam atendidos plenamente por essa tecnologia. “Os testes foram feitos com 10 cadeirantes que utilizam com frequência o transporte público. Tudo é acompanhando pelas entidades que atuam em defesa da Pessoa com Deficiência e o Consórcio Guaicurus. A ideia é melhorar sempre e, para isso, os próprios usuários apontaram suas reais necessidades. Esse acompanhamento é permanente, já que a tecnologia precisa ser atualizada constantemente”, explica o diretor de Tecnologia da prefeitura.

Na pratica

O estudante Jeferson Costa, de 30 anos, é um dos integrantes do grupo que fez os primeiros testes do aplicativo. Para ele, a segurança e o respeito são as principais conquistas a partir desse aplicativo.

“O cadeirante precisa de uma atenção diferenciada por parte do motorista na hora de embarcar e desembarcar. Acontece que o motorista só sabe que vai embarcar esse passageiro quando chega no ponto e, muitas vezes, quando o ônibus para, ele encontra dificuldades para embarcar uma pessoa com cadeira de rodas. Tem casos em que o motorista nem para já que precisa cumprir o itinerário e essa parada demanda de um tempo maior. Com o aplicativo, o motorista consegue se programar e, assim, fazer o embarque do cadeirante com tranquilidade e segurança. Sem dizer que o embarque será fiscalizado melhor já que haverá o registro da chamada no tablet do motorista. Precisamos desse respeito e sinto que essa comunicação, através do aplicativo, está permitindo que isso aconteça”, relata Jeferson, que mora no Jardim Carioca.

Com a nova funcionalidade, o “Todos no ônibus” deve atingir mais de 2 mil usuários que se enquadram nos perfis do aplicativo. Atualmente, 250 usuários fazem uso da ferramenta. “A primeira etapa contemplou usuários com algum tipo de deficiência visual. IMG_5735Agora, com a inclusão de mais um grupo de usuários, esse número deve chegar a pelo menos duas mil pessoas que passarão a usar o aplicativo para se deslocar pela cidade de ônibus”.

Divulgação para cadastro e continuar no futuro

O Consórcio Guaicurus deve iniciar nos próximos dias uma campanha para divulgar o cadastro para esse novo perfil de usuário no ‘Todos no Ônibus’. “O cadastro já está liberado para que os cadeirantes façam uso da ferramenta. Para isso, esse usuário deverá procurar o Consórcio para a atualização de seus dados cadastrais e a validação do CPF, por meio do qual será liberado o acesso para baixar o aplicativo”.

O diretor da Agetec adianta que será assinado em breve um termo de cooperação técnica entre a Prefeitura, Consórcio Guaicurus, Ministério Público Estadual e entidades, com a finalidade da criação de um Comitê para acompanhar o projeto do aplicativo “Todos no Ônibus”, no sentido de que o mesmo não seja interrompido com o término do atual mandato.

“A intenção é garantir ao usuário que a troca de gestões não permita que a ferramenta seja desativada e, assim, prejudique àqueles que a utilizam. Esse aplicativo não é da gestão, mas uma conquista da população dentro do aspecto da mobilidade urbana e da acessibilidade. É um direito adquirido para o usuário com algum tipo de mobilidade reduzida. Neste sentido, precisamos garantir que a iniciativa tenha continuidade já que a tecnologia vive em constante atualização e é necessário que haja o aperfeiçoamento frequente da ferramenta”, finaliza Paulo Cardoso.

Serviço

Consórcio Guaicurus: Rua Visconde de Tauni, nº 318 – Bairro Amambaí (próximo a igreja Perpétuo Socorro)
Horário de atendimento: das 9h às 16h
Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 0800 647-0060

Comentários