Após revistas, internas do presídio feminino iniciam motim

Da Redação/JN

Quatro internas ficaram feridas, após participarem de um motim na quarta-feira (3), no Estabelecimento Penal Feminino Irmã Irma Zorzi, no bairro Coronel Antonino, em Campo Grande.

Situação foi controla e as detentas encaminhadas para delegacia

As prisioneiras do alojamento 11, Vanessa Gonçalves Dias, de 30 anos, Jaqueline Teixeira Barbosa, de 31 anos Andreia Thais Moraes, de 27 anos e Daynatan Lully da Silva Pereira, de 26 anos, estouraram os cadeados da cela com barra de ferro e tentaram abrir as demais celas. As mulheres ficaram feridas em confronto com o Batalhão de Choque da Polícia Militar (BPChoque).

De acordo com a Polícia Militar, por volta das 8 oras, o BPChoque foi chamado para conter algumas detentas que estavam tumultuando o local. Os policiais controlaram a situação e as agentes penitenciárias fizeram revista intima para que as mulheres retornassem às celas com segurança.

Duas presas foram encaminhas à 2ª Delegacia de Polícia Civil e foram autuadas por crime de desobediência. O Batalhão de Choque deixou o local e poucos minutos depois foi acionado novamente pela diretora do presídio.

Os policiais retornaram ao local, encontraram várias presas nos corredores. Elas quebraram os cadeados das celas. As mulheres teriam jogado pedras em direção aos policiais que revidaram com disparos de bala de borracha.

As quatro detentas que tiveram ferimentos leves foram encaminhas a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), do bairro Coronel Antonino. Elas receberam atendimento médico e depois foram levadas à delegacia onde foram autuadas por dano ao patrimônio público, motim de presos, desobediência e resistência.

 

Comentários