Após demissão, funcionário coloca fogo em plantação de cana-de-açúcar

Polícia chegou a oferecer R$ 6 mil de recompensa para descobrir o responsável pelo crime. Foto: Reprodução Facebook
Polícia chegou a oferecer R$ 6 mil de recompensa para descobrir o responsável pelo crime. Foto: Reprodução Facebook

Ex-funcionário da Oderbrecht Agroindustrial é acusado de atear fogo em plantação de cana-de-açúcar, no município de Costa Rica, distante 305 km de Campo Grande, por ter ficado furioso com demissão, no último dia 14 de junho. A Polícia Civil de Costa Rica identificou neste sábado (20), o suspeito neste sábado.

A polícia chegou a oferecer R$ 6 mil de recompensa para descobrir o responsável pelo crime.

Durantes as investigações, os agentes chegaram a identidade do homem por meio de depoimentos de testemunhas colhidos durante toda a semana, tendo como peça chave um morador que atendeu o aviso da recompensa.

“Chegamos a essa pessoa por meio do relato de um morador que atendeu o aviso da recompensa”, revelou o delegado responsável Cleverson Alves dos Santos.

O incêndio criminoso acomteceu em oito pontos similares atingindo 10 fazendas da região, queimando quase 2 mil hectares de cana-de-açúcar e palha. As fazendas atingidas com o incêndio foram: Nossa Senhora Aparecida; Santa Catarina; Imbirussú III; Piacatu; São Sebastião do Imbirussú II; Furnas do Indaiá; Eldorado; Chácara São Luiz e Eldorado II.

O nome do autor não foi revelado para proteger as investigações e o delegado afirma ainda que nas próximas horas deverá prender o acusado,

Comentários

comentários