Após Copa, Sandro Meira Ricci anuncia aposentadoria

Na noite desta quinta-feira, (19) o árbitro Sandro Meira Ricci participou do programa Altas Horas, da Rede Globo, e anunciou durante a gravação que está se aposentando da carreira como árbitro de futebol. O mineiro de 43 anos, que apitou a Copa do Mundo da Rússia no último mês, disse que tinha a expectativa para comandar a final do Mundial para coroar a carreira:

“A expectativa de fazer a final da Copa do Mundo era grande. Mas eles têm um critério de escolha e temos que respeitar. Foi uma pena porque eu queria coroar. Mas não foi possível e infelizmente vou encerrar minha carreira sem esse título”, disse Ricci.

Árbitro aunicou aposentadoria após Mundial 2018 – Crédito: Divulgação

No Brasil, o árbitro de 43 anos foi pivô de várias polêmicas de arbitragem. Em 2016, em um Fla-Flu, o juiz demorou cerca de 12 minutos para anular um gol do Fluminense, onde existiu uma suspeita até de interferência externa. Além dos erros em terras nacionais, Sandro também foi o árbitro de Chile x Uruguai na Copa América de 2015, e o brasileiro ignorou a ‘mão boba’ de Jara em Cavani, expulsando apenas o uruguaio.

Contudo, não se faz só de erros a trajetória do brasileiro. Essa não é foi primeira Copa do Mundo de Sandro Meira Ricci; em 2014, no Brasil, o árbitro também apitou três partidas, e não comprometeu. Além das duas Copas na bagagem, Ricci apitou também outros grandes campeonatos, como as Olimpíadas de 2016, a final do Mundial de Clubes em 2013 e a final da Libertadores de 2014. Em 2010, o mineiro de Poços de Caldas, que também é formado em economia, foi eleito o melhor árbitro do Campeonato Brasileiro.

Comentários