Após Carnaval, consumidores tem dificuldade no atendimento de bancos e serviços

Pessoas fazem fila do lado de fora da lotérica da 14 de Julho. (Foto: Paulo Francis)
Pessoas fazem fila do lado de fora da lotérica da 14 de Julho. (Foto: Paulo Francis)

Os consumidores de diversos produtos e serviços tiveram bastante dificuldade em atendimento durante a tarde desta quarta-feira de cinzas (10). Devido ao período de feriado prolongado de carnaval e por ser o 6€ dia útil do mês, muitas pessoas buscavam fazer o pagamento de suas contas e boletos.

Em um giro pela região central da cidade a equipe do Página Brazil constatou enormes filas em diversos bancos e principalmente em casas lotéricas e terminais alternativos, os chamados Pague Fácil.

Nivaldo aguardava a esposa e reclamou da forma de organização das filas. (Foto: Paulo Francis)
Nivaldo aguardava a esposa e reclamou da forma de organização das filas. (Foto: Paulo Francis)

O assistente administrativo Nivaldo Cosme, 41, que aguardava a esposa do lado de fora de uma casa lotérica localizada na Rua 14 de Julho, alegou que a fila estava bem grande, mas acredita que o principal problema é a falta de alguém que organize corretamente.

“Como tem muita gente acaba virando uma bagunça, tava tudo misturado a fila normal com idoso e isso acaba fazendo com que demore mais o atendimento”, afirma.

(Foto: Paulo Francis)
Ademir aguardou a filha por mais de 1 hora em um terminal Pague Fácil da Avenida Afonso Pena. (Foto: Paulo Francis)

Já o Policial Militar Ademir Costa, 46, que aguardava sua filha em um posto de atimento Pague Fácil localizado na Avenida Afonso Pena, contou que eles estavam aguardando para serem atendidos a mais de 1 hora.

“Por causa desse feriado tive varias contas que já venceram e não consegui pagar, tive que vir hoje para tentar resolver esses problemas e olha que estamos desde de a parte da manhã na rua mas esta difícil” conta.

Fausley mostra o boleto que vai pagar enquanto aguarda na fila da casa lotérica da Rui Babosa. (Foto: Paulo Francis)
Fausley mostra o boleto que vai pagar enquanto aguarda na fila da casa lotérica da Rui Babosa. (Foto: Paulo Francis)

Com o porteiro Fausley Henrique da Conceição, 30, não foi diferente. Ele estava a 40 minutos tentando efetuar o pagamento de um boleto de internet em uma casa lotérica na Rua Rui Barbosa, que foi a que ele achou com a menor fila.

“Passei em vários lugares e esta tudo lotado, tem lugar que você vai e a fila esta fazendo curva para fora do estabelecimento. Essa foi a que eu achei que tinha menos pessoas e mesmo assim estou a 40 minutos aqui”, reclama.

(Foto: Paulo Francis)
(Foto: Paulo Francis)

Outro Serviço – Um outro serviço que houve bastante reclamação foi o da empresa de telefonia, internet e tv a cabo Net. Consumidores que buscavam atendimento no local entraram em contato com a redação para relatar o descaso que estavam com relação a demora e a dificuldade de se conseguir informações simples.

No local havia mais de 40 pessoas, sendo que muitos optarão por não se identificar, mas alegaram ter no local 7 guichês de atendimento mas somente 3 pessoas trabalhando. Os clientes reclamavam de dificuldade  que eles julgam simples como pedir alguma informação pelo telefone, reimprimir um boleto ou até mesmo conversar com algum supervisor da empresa.

Cliente mostra o papel com o horário que retirou a senha (Foto: Paulo Francis)
Cliente mostra o papel com o horário que retirou a senha (Foto: Paulo Francis)

Um rapaz comentou que esta tentando um cancelamento a vários meses e não consegue, tentou conversar por telefone mas não obtêm as respostas que precisa, alem de alegar que o serviço que ele comprou não é o mesmo que esta sendo oferecido.

Uma cliente identificada apenas como Dione contou que chegou ao local por volta de 13h30min e as 16h30min ainda não havia sido atendida.

“Isso é um absurdo, eu gasto mais de 400 reais por mês e eles nos tratam assim. Tem mãe aqui com criança de colo, que esta aguardando mais de 3 horas, o espaço é pequeno para tanta gente e inclusive temos agora o risco de transmissão doenças infeciosas em um lugar apertado como este. Eu tenho médico marcado as 17h e pelo visto vou sair daqui sem ser atendida”, alega.

IMG_4128
Cliente reclama da demora de mais de 3 horas somente para obter uma informação. (Foto: Paulo Francis)

O Página Brazil tentou conversar com o supervisor da unidade na Capital, mas uma funcionaria alegou que a Assessoria de Comunicação da empresa no Rio de Janeiro entraria em contato para prestas os esclarecimentos. Até o fechamento desta matéria não obtivemos respostas por parte da Assessoria.

Paulo Francis

Comentários

comentários