Apenas 9% da população considera governo Dilma ótimo ou bom, diz CNI-Ibope

O governo Dilma Rousseff é considerado ótimo ou bom por apenas 9% da população brasileira, contra 12% registrados em março.

A avaliação positiva só não foi pior que a registrada por José Sarney, em sondagens feitas entre junho e julho de 1989, quando foram registrados 7% de aprovação.

O governo da petista é considerado ruim ou péssimo para 68% da população, o pior resultado da série histórica
O governo da petista é considerado ruim ou péssimo para 68% da população, o pior resultado da série histórica

De acordo com a pesquisa CNI-Ibope, divulgada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) nesta quarta-feira (1°/7), o governo da petista é considerado ruim ou péssimo para 68% da população, em junho, quatro pontos percentuais acima do registrado no mês anterior. Esta é a pior avaliação da série histórica feita pelo CNI-Ibope.

Para 21%. o governo da presidente é avaliado como regular. Segundo a pesquisa, 83% desaprovam e 15% aprovam a maneira de a presidenta governar. Na pesquisa anterior, referente a março, estes percentuais estavam em 78% e 19%, respectivamente. De acordo com a pesquisa, 78% dos brasileiros não confiam na presidente, enquanto 20% confiam. Em março, estes índices estavam em 74% e 24%, respectivamente.

Percentual dos que consideram o governo ótimo ou bom (%)
Percentual dos que consideram o governo ótimo ou bom (%)

As ações com melhores avaliações foram as de combate à fome e à pobreza, que foram aprovadas por 29% da população, apesar do recuo de 4 pontos percentuais na comparação com março. Em segundo lugar ficaram as ações e políticas de meio ambiente, que contaram com aprovação de 27% dos brasileiros. Segundo o CNI-Ibope, o percentual de desaprovação é superior a 60%. Os juros e impostos continuam sendo as áreas com pior avaliação, ambas com percentuais de desaprovação de 90% e aprovação de 6% e 7%, respectivamente.

A pesquisa foi feita entre os dias 18 e 21 de junho a partir de 2002 entrevistas feitas em 141 municípios. A margem de erro é 2 pontos percentuais, para cima ou para baixo.

Com informações de Jorge Macedo

Comentários

comentários